Os encapsuladores e seu papel na tessitura textual/discursiva

Margareth Andrade Morais

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir o uso textual discursivo de anáforas encapsuladoras, à luz de aspectos sociodiscursivos e sociointeracionais, ampliando, assim, a compreensão do papel desse elemento. Traçamos um panorama teórico dos estudos de referenciação, considerado como um processo sociocognitivo de construção de sentidos, seguindo os estudos atuais de Linguística de Texto, conforme já apontaram Mondada e Dubois (2003), Cavalcante (2011), Santos e Cavalcante (2014), entre outros autores.  O presente trabalho, portanto, tem como foco o caráter textual-discursivo do encapsulador. Serão analisadas notícias esportivas mostrando como tal fenômeno atua na construção do texto, marcando pontos de vista e construindo sentidos, para além da classificação tradicional desse processo de referenciação.

 

---

DOI: http://dx.doi.org/10.31513/linguistica.2019.v15n2a21346


Palavras-chave


encapsuladores; construção de sentidos; Linguística de Texto.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2019.v15n2a21346

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: