Falhas de transitividade são falhas de análise

Aquiles Tescari Neto

Resumo


O texto apresenta um conjunto de dados apresentados por críticos à teoria cartográfica de Cinque (1999) sobre os advérbios especificadores. Trata-se de dados envolvendo o que os críticos chamam de “falhas de transitividade na sequência funcional”. Após uma breve explanação sobre a principal metodologia utilizada pela Cartografia sintática para se chegar às hierarquias funcionais – nomeadamente, os testes de precedência-e-transitividade –, serão apresentados dados de advérbios (de IP) envolvendo aparentes violações às hierarquias e contra-argumentos às críticas feitas a partir desses dados. Justificarei que tais casos estão muito longe de servirem como contra-argumentos às hierarquias cartográficas de IP e ilustram, na verdade, falhas na análise dos críticos.

 

---

DOI: http://dx.doi.org/10.31513/linguistica.2019.v15n3a28606


Palavras-chave


Cartografia Sintática, Advérbios, Núcleos Funcionais, Transitividade, Hierarquia de Cinque.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2019.v15n3a28606

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: