Descrição e análise semânticas da intensidade em Libras

Luciana Sanchez-Mendes, Rimar Ramalho Segala, André Nogueira Xavier

Resumo


Apesar da existência de alguns estudos que descrevem e analisam os recursos fonéticos e morfofonológicos empregados na expressão de intensidade em libras (XAVIER, 2014, 2017; SANTOS; XAVIER, 2019a, 2019b), até o presente a dimensão semântica desse processo não foi explorada formalmente por nenhum trabalho. Objetivando dar um primeiro passo nessa direção, este estudo, com base em dados coletados de um sinalizante surdo nativo de libras, propõe, no âmbito da Semântica Formal, uma análise de 11 predicados verbais dessa língua. Dentre as diferentes formas coletadas desses predicados, focalizamos as produzidas com duas mãos, com movimento simultâneo e sem repetição, por serem interpretáveis como intensas. Precisamente, segundo o mesmo sinalizante surdo nativo, essas formas expressam noções de ênfase, esforço, confirmação e completude. Neste trabalho, apresentamos um tratamento formal unificado para todas essas noções, por meio de uma proposta que leva em conta uma função de mudança de tipos que fornece aos verbos uma variável de grau e uma variável escalar associada a diferentes aspectos de intensidade, como fizeram Caudal e Nicolas (2005) e Sanchez-Mendes (2014).


Palavras-chave


libras; intensidade; verbos; advérbios; modificadores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2020.v16n3a37455

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: