O duplo mapeamento do sinal “vencer” em contextos metafóricos em Libras

Leila Rachel Barbosa Alexandre, Mário Augusto Silva Sousa Júnior, Geisymeire Pereira do Nascimento

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar as construções simbólicas do sinal “VENCER” em Libras utilizadas em contextos metafóricos por surdos que residem em Teresina-PI. Para tanto, realizamos coleta dos dados a partir de entrevista coletiva, na qual expusemos o sinal “VENCER” a 8 (oito) informantes surdos, fluentes em Libras, e pedimos que nos relatassem e explicassem em quais contextos (ou situações cotidianas de comunicação) utilizavam-no. Os dados foram analisados sob a perspectiva da Semântica Cognitiva, mais especificamente, utilizando a abordagem de Metáforas Conceituais de Lakoff e Johnson (2002 [1980]) e da abordagem de Taub (2001), Sherman Wilcox (2004) e Phyllis Wilcox (2005) sobre o duplo mapeamento nas metáforas em línguas de sinais. Foram identificados oito diferentes contextos metafóricos relacionados à utilização do sinal “VENCER’: Jogos/Campeonatos, Eleição, Discussão/Debate, Convencimento/Conquista, Superação, Superioridade Absoluta, Ejaculação e Utilização de objetos inapropriados. A eles foi relacionada a metáfora COMPETIÇÃO É CORRIDA, com base no duplo mapeamento (icônico e metafórico) observado em cada contexto, evidenciando que, ao mesmo tempo em que são múltiplas as possibilidades de utilização metafórica de “VENCER”, há sistematicidades perceptíveis.


Palavras-chave


Semântica Cognitiva; Metáfora; Libras.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2020.v16n3a37507

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: