Conexões conceptuais: um estudo psicolinguístico de priming encoberto

Aniela Improta França, Miriam Lemle, Isabella Lopes Pederneira, Juliana Novo Gomes

Resumo


Exploramos a hipótese de que há relações semânticas primordais entre palavras (do tipo qualia), de que outras são mais tênues e que estas relações podem ser definidas com mais precisão através de uma sintaxe interna à semântica. Para verificar esta hipótese, formatamos o presente estudo de priming semântico encoberto que compara quatro séries de pares de palavras com níveis de relacionamento progressivamente mais tênues: Série 1, pares do tipo escola-aluno, Série 2, praia-calção; Série 3, cadeira-revólver, Série 4, batata-parobo, esta última envolvendo uma não palavra que justifica a tarefa requisitada ao voluntário de distinguir entre alvos palavra e alvos não palavra.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2005.v1n2a4377

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: