O processamento cognitivo da ironia

Monica Alvarez Gomes das Neves

Resumo


Este artigo apresenta um estudo cognitivista do processamento da ironia, seguindo as pesquisas de FAUCONNIER; TURNER (2002) e COULSON (2001), principalmente. Procura-se mostrar os mecanismos de mescla e reenquadre suportam cognitivamente a leitura irônica do enunciado, criando desanalogias entre um dos inputs e o espaço mescla. O corpus deste trabalho constitui-se de matéria jornalística de natureza opinativa.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: