O uso de SN's definidos vs. demonstrativos como rótulos em entrevistas jornalísticas

Ana Paula Pereira Martins, Vera Lúcia Paredes Silva

Resumo


Estudo da alternância entre determinantes definido e demonstrativo em sintagmas nominais usados como rótulos em entrevistas jornalísticas. A rotulação (cf. Francis 1994) consiste em encapsular, através de um SN, uma porção de texto (precedente ou subseqüente), recuperando a informação do cotexto. Num corpus de 41 entrevistas do jornal O Globo publicadas entre 2006 e 2008, a análise variacionista constatou ser o demonstrativo o determinante preferido. O definido, forma mais marcada, tende a ocorrer em emprego catafórico, como sujeito da oração e com itens semanticamente mais neutros.Já o demonstrativo é preferencialmente anafórico, predomina nas funções secundárias e em usos metafóricos do nome nuclear. Além disso, a predominância do demonstrativo na fala do entrevistador contribui para a oralidade do gênero entrevista, confirmando Castilho 1993, que afirma ser o demonstrativo pragmaticamente mais forte do que o definido. Esta análise é mais um exemplo de associação do tratamento variacionista com fenômenos de ordem discursivo-pragmática.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2008.v4n1a4410

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: