O objeto zero de verbos transitivos

Maria Angélica Furtado da Cunha

Resumo


O tema deste artigo é o objeto zero implicado, que ocorre com verbos de moldura semântica transitiva, como beber e dirigir. A análise busca demonstrar que esses predicados apresentam um significado especializado, que projeta um tipo específico de objeto implicado na cena evocada pelo verbo. A pesquisa está orientada pelo quadro da Lingüística Funcional norte-americana, que defende que a gramática das línguas naturais se molda a partir das regularidades observadas no uso interativo da língua. Os dados empíricos correspondem a oito narrativas faladas e suas correspondentes escritas extraídas do Corpus Discurso & Gramática: a língua falada e escrita na cidade do Natal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2008.v4n1a4411

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: