Cê que fez! Construções de foco em Português Brasileiro

Uli Reich

Resumo


Esse artigo discute a relação entre semântica, sintaxe e fonologia em construções de foco do Português. Além disso, desenvolve-se a questão pela relação entre derivações sintáticas e processos de gramaticalização. A maior freqüência de construções clivadas e pseudo-clivadas em português e outras línguas românicas do que em alemão é atribuida a propriedades fonológicas. Clivadas e pseudo-clivadas reduzidas se analisam como formas gramaticalizadas das formas plenas. Entre esses estágios de gramaticalização existe uma relação formal que corresonde a diferentes fases na derivação estrutural.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2008.v4n1a4412

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: