Análise de corpus, a intuição do linguista e metodologia experimental na pesquisa sobre as orações relativas do PB e do PE

Eduardo Kenedy

Resumo


Este artigo toma o caso das orações relativas do português do Brasil e de Portugal para exemplificar as limitações impostas às pesquisas baseadas exclusivamente em análise de corpus e na intuição do lingüista. Argumenta-se que a metodologia experimental da pesquisa em psicolingüística é uma solução adequada tanto para testar a realidade psicológica de modelos teóricos em competição quanto para superar contradições advindas de análises de corpora.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: