Produtividade lexical, espaços mentais integrados e lexias compostas na língua portuguesa (PE e PB): O que a cultura linguística cognitiva nos ensina sobre língua e cultura?

Hanna Batoréo

Resumo


Neste trabalho, discutimos produtividade lexical e criatividade lexical no caso da Língua Portuguesa, tanto em Português Europeu (PE) quanto em Português Brasileiro (PB). Os exemplos discutidos são o verbo “botar” e novos compostos em ambas as variedades: compostos com ‘bolsa', compostos com ‘carbono' e compostos com nomes próprios. Todos os compostos são analisados com base na teoria da mesclagem (FAUCONNIER & TURNER, 1998, 2002). Algumas hipóteses sobre a criação de diferentes compostos em PE e PB são estabelecidas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: