Dêixis e mesclagem: a expressão pronominalizada "a gente" como categoria radial

Viviane Moura Fontes, Lilian Ferrari

Resumo


Este trabalho busca demonstrar que as características semânticas do dêitico de primeira pessoa do plural “a gente” refletem e fundamentam duas importantes generalizações teóricas: a categorização radial como organização conceptual do conhecimento adquirido (Rosch, 1975; Lakoff, 1987) e a construção do significado por mesclagem conceptual (Fauconnier e Turner, 2002). A análise, baseada em dados linguísticos reais, descreve o uso prototípico da expressão “a gente” e, em seguida, contrasta-o com usos não-prototípicos, explicitando os processos específicos de mesclagem que atuam na construção do significado polissêmico da expressão.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: