Se a macumba é para o bem, então é boacumba: análise morfoprosódica e semântico-cognitivas das substituições sublexicais em português

Carlos Alexandre Gonçalves, Katia Emmerick Andrade, Maria Lúcia Leitão de Almeida

Resumo


Neste artigo, analisamos a produtividade lexical e a criatividade lexical no processo morfológico denominado substituição sublexical (SSL) (Dobrovolsky, 2001; Almeida e Gonçalves, 2007), também chamado de analogia (Basílio, 1997) ou de reanálise (Gonçalves, 2005a). A SSL é tratada como construção gramatical, tendo o pólo formal descrito com base na Morfologia Prosódica (McCarthy e Prince, 1998) e o pólo semântico analisado a partir da abordagem da Linguística Cognitiva (Goldberg, 1985; Lakoff, 1987; Croft & Cruise, 2004).


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: