Apresentação

Maria da Conceição de Paiva, Maria Luiza Braga

Resumo


O final do século XX e ínício deste século viram florescer um número considerável do que, de forma mais geral, podem ser considerados modelos, ou talvez, melhor dizendo, abordagens baseadas no uso. Apesar de várias diferenças epistemológicas e metodológicas, estes diversos modelos partilham o pressuposto da indissociabilidade entre estrutura e uso linguístico, ou, em outros termos, entre forma e função. Em oposição ao conceito de sistema linguístico autônomo, modelos linguísticos baseados no uso preconizam que os eventos linguísticos se refletem tanto na produção como na interpretação das formas linguísticas e que uma descrição mais adequada da natureza da linguagem passa, necessariamente, pela identificação da forma como são construídos os atos linguísticos, sua contraparte social e cognitiva.          

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2012.v8n1a4468

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: