LUDI: um framework para desambiguação lexical com base no enriquecimento da semântica de frames

Ely Edison da Silva Matos, Maria Margarida Martins Salomão

Resumo


Enquanto no âmbito da Sintaxe as aplicações em Processamento da Língua Natural estão relativamente bem estabelecidas, no âmbito da Semântica não se observa ainda a mesma maturidade. Este trabalho é uma contribuição para os estudos em Semântica Computacional, com base na Linguística Cognitiva, reunindo ferramentas computacionais e recursos linguísticos. O objeto de estudo é a desambiguação de Unidades Lexicais. O resultado é uma aplicação computacional, chamada Framework LUDI (Lexical Unit Discovery through Inference). O framework pode ser integrado em ferramentas para recuperação de informação, sumarização, parsers semânticos e em processos de Etiquetagem de Papéis Semânticos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2016.v12n1a4519

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: