Armazenamento vs. decomposição do gênero gramatical do português: um estudo eletrofisiológico

Natália Carolina Alencar de Resende, Mailce Borges Mota, Aline Gesualdi-Manhães

Resumo


No presente estudo, investigamos o processamento de itens transparentes e opacos quanto ao gênero gramatical do português brasileiro (PB) através do registro de potenciais relacionados a evento (ERPs). Participaram do estudo seis falantes nativos do PB, que foram solicitados a julgar a gramaticalidade de sentenças quanto à concordância de gênero. Os resultados apontam para uma distinção neurofisiológica no processamento de formas transparentes e opacas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: