Marcação diferencial do sujeito em ka'apor

Nasle Maria Cabana

Resumo


Resumo

Neste artigo, mostro que a língua Ka'apor exibe  dsm, que consiste na marcação diferencial do sujeito, tanto de construções transitivas, quanto de intransitivas.              Em relação aos sujeitos de verbos transitivos e inergativos, a marcação  está condicionada ao traço afetado associado ao traço agente, o que os torna sujeitos atípicos. Constatou-se ainda que DSM, em Ka'por, pode ser analisado nos três níveis propostos por Woolford (2008), isto é, considerando a estrutura argumental,  o ambiente sintático e a forma fonológica. Mostro ainda  que DSM não é imagem espelhada de DOM e que as regras que regulam dsm e dom são distintas.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2014.v10n2a4611

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: