A descoberta da língua materna pelos bebês

Alex de Carvalho, Alejandrina Cristia

Resumo


Durante os três primeiros anos de vida, as crianças pequenas acumulam conhecimentos muito importantes sobre sua língua materna, antes mesmo que esses conhecimentos possam ser comprovados em suas próprias falas. Nesse artigo, fazemos uma síntese das impressionantes habilidades linguísticas dos bebês, fornecendo aos leitores uma noção geral de como os bebês podem começar a aprender os sons, as palavras e a gramática da sua língua materna. Aqui, abordamos estudos sugerindo que os bebês são capazes de distinguir entre contrastes sonoros de uma língua estrangeira desde o nascimento, mas começam a inibir essa percepção tão logo eles se especializam na sua língua materna. Desde os 6 meses de idade os bebês já conhecem algumas palavras da sua língua materna e seu vocabulário cresce e se desenvolve consideravelmente entre o segundo e terceiro ano de vida. Além disso, as crianças ainda são capazes de construir os pilares de seus conhecimentos sintáticos usando a prosódia e as palavras funcionais como indícios das estruturas internas das sentenças.

DOI: 10.17074/2238-975X.2015v11n1p57


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: