A transitividade na reconfiguração da voz reflexiva na fala goiana

Déborah Magalhaes de Barros, Vânia Cristina Casseb-Galvão

Resumo


Este artigo trata da reconfguração da voz reflexiva no português contemporâneo falado em Goiás, tendo como principal parâmetro de análise a organização da transitividade. A voz reflexiva é concebida como uma construção esquemática e abstrata, e sua reconfguração na fala goiana é
visível na concorrência entre usos prototípicos, defnidos pela presença do pronome reflexivo, e usos inovadores, elaborados sem a marca pronominal. O pressuposto é o de que a transitividade é uma dimensão linguístico-cognitiva que está na base da confguração oracional, e, por isso, influencia
fortemente a defnição e a codifcação da voz.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: