Resenha de "Dynamic Antisymmetry", de Andrea Moro

Maria Cristina Figueiredo Silva

Resumo


Andrea Moro é um pesquisador italiano renomado, conhecido no final dos anos 90 por seu trabalho primoroso sobre as construções copulares, mas também no século XXI por seu envolvimento com a neurociência cognitiva e seu esforço para instituir um centro de estudos de cognição na Itália, como é o Departamento de Ciências Cognitivas da Universidade San Raffaele, do qual é um dos fundadores.
Sua produção científica é de peso e abrange os campos da neurociência e da sintaxe formal. Talvez sua obra mais conhecida seja em sintaxe, o livro The raising of predicates, publicado em 1997 pela Cambridge University Press. Mais recentemente, fundado em seu interesse pela relação entre a sintaxe e o cérebro, pautou uma discussão muito interessante sobre línguas possíveis e impossíveis em seu livro The Boundaries of Babel: The brain and the enigma of impossible languages, publicado pelo MIT Press e que já está em sua segunda edição.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: