A palavra tudo como modificador de grau no PB coloquial

Arion de Souza Cruz, Helena Guerra Vicente

Resumo


Neste artigo, procuramos fornecer a sintaxe para as ocorrências bastante produtivas de “tudo” coloquial em PB, em sentenças com leitura quantificacional. Mostramos que “tudo” coloquial apresenta propriedades sintáticas e semânticas semelhantes às dos itens da série “todo-all”, e, por isso, estendemos a proposta de Vicente & Quadros Gomes (2013) a “tudo”, tratando-o como um modificador de grau -- não como um quantificador --, cuja função é ajustar relações de predicação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: