Ética dos apetites

Susana de Castro Amaral Vieira

Resumo


Na sua obra Ética a Nicomâco Aristóteles explica o caráter contingente das ações, mas também a importância da prática para que evitemos o erro. Seu estudo da ação o leva a definir o bem como o motor do agir e o sumo bem como a felicidade da polis. Este texto mostra como as virtudes éticas caracterizam um estado ativo e o significado do hábito para a ética aristotélica.

Palavras-chave


Aristóteles; Ética a Nicômaco; ação; prática; virtude; desejo

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. Trad. António de Castro Caeiro. São Paulo: editora Atlas, 2009.

ARISTOTLE. Nicomachean Ethics. Trad Joe Sachs. Indianapolis: Hackett, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Anais de Filosofia Clássica

Creative Commons License esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.