Nasality triggered by /ɲ/ in two portuguese varieties of Sao Tome and Principe

Amanda Macedo Balduino

Resumo


This study describes and analyzes the nasality triggered by /ɲ/ in the Portuguese spoken in São Tomé (PST) and in the Portuguese spoken in Príncipe (PP). PST and PP are Portuguese varieties from São Tomé and Príncipe (STP) that present particular linguistic characteristics. Considering the context of linguistic contact into which PST and PP are inserted, we aim to (i) propose a phonological analysis of nasality triggered by /ɲ/ in PST and PP, and (ii) investigate the presence of ambisyllabic structures. Based on Autosegmental Phonology (Goldsmith 1976; 1990) as the phonological theory and laboratory phonology (Ohala, 1995) as the methodology and considering the phonotactic analysis of vowels, we observed that nasality can be triggered by /ɲ/, a nasal consonant that occupies an ambisyllabic structure. Thus, the palatal nasal nasalizes left contiguous vowels in stressed and unstressed syllables. This nasalization process is possible because /ɲ/ is in coda, resulting in a CVN syllable structure and triggering tautosyllabic nasality. Even though it is optional, the nasality triggered by /ɲ/ occurs independently of the vowel quality and the word stress, as described for BP (Wetzels, 1997).


Palavras-chave


Portuguese; São Tome and Principe; Nasality; Vowel Inventory

Texto completo:

XML (English) PDF (English)

Referências


AGOSTINHO, A. L; BALDUINO, A.M; ARAUJO, G. A de. Nasalization processes in Lung’Ie. Alfa, v.64. ISSN 1981-5794, 2020.

AGOSTINHO, A. L. Róticos em contexto intervocálico no Português da Ilha do Príncipe: fonologia e educação. In: IX ENCONTRO DA ABECS. Brasília, Universidade de Brasília, 28-30 de novembro, 2016.

______. Fonologia e Método Pedagógico do lung'Ie. São Paulo: USP, 2015. Tese (Doutorado em Filologia e Língua Portuguesa), Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

ARAUJO, G. A. d; BALDUINO, A. M. Nasalização Vocálica no Português Urbano de São Tomé e Príncipe. Diacrítica, v. 33, n. 2, p. 41-68, 2019. DOI: :https://doi.org/10.21814/diacritica.256

BALDUINO, A.M. Processos Fonológicos no português de São Tomé e Príncipe: USP, Em elaboração. Tese (Doutorado em Filologia e Língua Portuguesa), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, To be published.

BALDUINO, A.M; VIEIRA, N. M. T. Distribuição da lateral /l/ em coda no português santomense. Estudos Linguísticos, v. 49, n. 2, p. 594-615, 2020. DOI: https://doi.org/10.21165/el.v49i2.2490. Acesso em 20 jul. 2020.

BALDUINO, A.M. Apagamento de /R/ e /S/ em coda no Português Principense. PAPIA, v. 29, n. 1, p. 25-39, 2019.

______. A nasalidade vocálica no português falado em São Tomé e Príncipe: USP, 2018. Dissertação (Mestrado em Filologia e Língua Portuguesa), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018.

BALDUINO, A.M; BANDEIRA, M.; FREITAS, S. Os processos de elisão e degeminação no português de São Tomé e Príncipe. Filologia e Linguística Portuguesa, v. 19, n. 1, p. 163-197, 1 dez. 2017.

BANDEIRA, M. Recontrução fonológica e lexical do protocrioulo do Golfo da Guiné. São Paulo: USP, 2017. Tese (Doutorado em Filologia e Língua Portuguesa), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

BOUCHARD, M. Linguistic Variation and change in the Portuguese of São Tomé. New York: UNY. Thesis (Doctor in Philosophy) of the Department of Linguistics, New York University, 2017.

BRAGA, G. Prosódia do português de São Tomé: o contorno entoacional das sentenças declarativas neutras. São Paulo: USP, 2018. Dissertação (Mestrado em Filologia e Língua Portuguesa), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018.

BRANDÃO, S.F.; PESSANHA, D. B.; PONTES, S. de P.; CORREA, M. O. Róticos na variedade urbana do Português de São Tomé. Papia Revista Brasileira de Estudos do Contato Linguístico, v. 27, p. 293-315, 2017.

CÂMARA Jr, J. M. Problemas de linguística descritiva. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1971.

______. Estrutura da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1970.

______. Para o Estudo da Fonêmica Portuguesa. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1953.

CLEMENTS, Nick; HUME, Elizabeth. The internal organization of speech sounds. In: GOLDSMITH, Jonh. (Ed.). The handbook of phonological theory. Cambridge: Cambridge/ Massachusetts Blackwell, 1995.

CHRISTOFOLETTI, A. Ditongos no português de São Tomé e Príncipe. São Paulo: USP, 2013. Dissertação (Mestrado em Letras), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

CHRISTOFOLETTI, A.; ARAUJO, G. Vogais e Ditongos no Português Vernacular de São Tomé e Príncipe. In.: OLIVEIRA, M. S. D.; ARAUJO, G. A. (orgs.). O Português na África Atlântica. São Paulo: Humanitas/ Fapesp, 2018, p. 258-296.

COLLISCHONN; G. WETZELS, L. Syllable Structure. In.: WETZELS, L.; COSTA, J.; MENUZZI, S. (eds.). The Handbook of Portuguese Linguistics. Oxford: Wiley Blackwell, 2017, p. 86-106.

FERRAZ, L. I. The creole of São Thome. Johannesburg: Witwatersrand University Press, 1979.

FIGUEIREDO, C. A concordância plural variável no sintagma nominal do português reestruturado da comunidade de Almoxarife, São Tomé. Macau: UM, 2010. Tese (Doutorado em Linguística), Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade de Macau, Macau, 2010.

FREITAS, S.; BANDEIRA, M. Aspectos fonológicos dos crioulos de base lexical portuguesa da Alta Guiné. Revista Estudos Linguísticos, Belo Horizonte, Ahead of Print. Disponível em: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/relin/article/view/16910/0. 2020.

GOLDSMITH, J. A. Autossegmental Phonology. Massachusetts: MIT Working Papers in Linguistics, 1976.

______. Syllable Structure. In.: GOLDSMITH, J. Autosegmental and metrical phonology. Nova Jersey: Wiley-Blackwell Publishing, 1990, p.103-140.

GOMES, D. K. Vogais no contexto postônico medial no Português de São Tomé. In.: BRANDÃO, S. F. (org.). Duas variedades africanas do Português: variáveis fonético-fonológicas e morfossintáticas. São Paulo: Blucher, 2018, p. 159-176.

GOMES, D. K.; ALVES, S. S.; FERNANDES, T. C. R. O apagamento da vogal postônica medial na norma urbana de São Tomé: uma análise sociolinguistica sobre a redução de proparoxítonos. Prolíngua (JOÃO PESSOA), v. 14, p. 109-119, 2019.

GONÇALVES, R. Propriedade de Subcategorização verbal no português de S. Tomé. Lisboa: UL, 2010. Dissertação (Mestrado em Linguística), Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2010.

______ Construções ditransitivas no português de São Tomé. Lisboa: UL, 2016. Tese (Doutorado em Linguística), Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2016.

GONÇALVES, R.; HAGEMEIJER, T. O português num contexto multilingue: o caso de São Tomé e Príncipe. Revista Científica da Universidade Eduardo Mondlane: Série Letras e Ciências Sociais, v. 1, n. 1, p. 87-107, 2015.

HAGEMEIJER, T. Initial vowel agglutination in the Gulf of Guinea creoles. In.: ABOH, E.; SMITH, N. (eds.). Complex processes in new languages. Amsterdam/Filadélfia: John Benjamins Publishing Company, 2009, p. 29-50.

______. The Gulf of Guinea creoles: genetic and typological relations. Journal of Pidgin and Creole Languages, v. 26, n. 1, p. 111-154, 2011.

______. From creoles to Portuguese: Language shift in São Tomé and Príncipe. In.: LÓPEZ, L.; GONÇALVES, P.; AVELAR, J. (eds.). The Portuguese language continuum in Africa and Brazil. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins, 2018, p. 169-184.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA (INE). 2011. São Tomé e Príncipe em Números. São Tomé: 2001. Disponível em: http://http://www.ine.st/2012.html

MATEUS, M. H.; D’ANDRADE, E. The Phonology of Portuguese. Oxford: Oxford linguistics, 2000.

MATZENAUER, C. L. H.. Introdução à Teoria Fonológica. In.: BISOL, L. (org.). Introdução a estudos de fonologia do português brasileiro. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1996, p. 47-62.

MAURER, P. Principense Grammar texts, and vocabulary of the afro-portuguese creole of the island of Príncipe, Gulf of Guinea. London: Battlebridge Publications, 2009.

MENESES, F. Uma visão Dinâmica dos Processos de Apagamento de Vogais no Português Brasileiro. Campinas: UNICAMP, 2017. Tese (Doutorado em Linguística), Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2017.

NASCIMENTO, F. M. V. Vogais em contexto postônico medial no português de São Tomé. In.: BRANDÃO, S. F. (org.). Duas variedades africanas do Português: variáveis fonético-fonológicas e morfossintáticas. São Paulo: Blucher, 2018, p. 119-158.

______. O sistema vocálico do português de São Tomé e o comportamento das vogais médias em contexto pretônico. Rio de Janeiro: UFRJ, 2018. Tese (Doutorado em Letras Vernáculas), Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018

MORAES, J.; L. Wetzels. Sobre a duração dos segmentos vocálicos nasais e nasalizados em português: um exercício de fonologia experimental. Cadernos de Estudos Linguísticos, v. 23, p. 153-166, 1992.

PASSOS, R. O ditongo /ei/ na fala de São Tomé. In.: BRANDÃO, S. F. (org.). Duas variedades africanas do Português: variáveis fonético-fonológicas e morfossintáticas. São Paulo: Blucher, 2018, p. 177-200, 2018.

QUINT, N. Grammaire de la Langue Cap-Verdienne. Paris: L’Harmattan, 2000a.

SANTIAGO, A. M.; BALDUINO, A. M.; AGOSTINHO, A. L.; SOARES, E. C. As Vogais no Português do Príncipe. In: HAGEMEIJER, Tjerk; Oliveira; SANTOS, Márcia; FIGUEIREDO, Carlos (Orgs.). O Português na África Atlântica. v. 2. To be published.

SANTIAGO, A. M.. As vogais do português do Príncipe. Trabalho de conclusão de curso defendido na Universidade Federal de Santa Catarina, 2019.

SANTIAGO; A; AGOSTINHO, A. L. Situação linguística do português em São Tomé e Príncipe. Revista Digital dos Programas de Pós-Graduação em Letras do Departamento de Letras e Artes da UEFS Feira de Santana, v. 21, n. 1, p. 39-61, janeiro-abril de 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v21i1.4970.

STYLER, W. 2008. On the acoustical and perceptual features of vowel nasality. Colorado: UC, 2008. Thesis (Doctor in Philosophy) of the Department of Linguistics, University of Colorado, Colorado, 2008.

VIEIRA, N.; BALDUINO, A. M. Apagamento de /R, S, l/ na coda no português de São Tomé: convergência linguística? PAPIA, v. 30, n. 1, p. 7-33, 2020.

VIEIRA, M. G. Estudo acústico e aerodinâmico das consoantes nasais do português brasileiro: variedade de Florianópolis. 2017. Tese (Doutorado em Linguística), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017.

WETZELS, W. L. The lexical representation of nasality in Brazilian Portuguese. Probus, v. 9, p. 01-4, 1997.

ZAMPAULO, A. Palatal Sound Change in the Romance Languages - Synchronic and Diachronic Perspectives. Oxford: Oxford Studies in Diachronic and Historical Linguistics, 2019.




DOI: https://doi.org/10.35520/diadorim.2020.v22n3a36244

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Indexadores e bases bibliográfcias:
Google Scholar  LivRe  DRJI Base EZB  WorldCat Kubikat InfoGuide HNU 


Licença Creative Commons
A Revista Diadorim utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.