Os limites da apropriação de um léxico migratório internacional no Brasil

Guilherme Mansur Dias, Rosa Vieira

Resumo


O artigo analisa a apropriação de arcabouço normativo e conceitual internacional durante o ingresso de haitianos no Brasil entre 2010-2014. Discutimos ambiguidades e dificuldades em sua implementação, buscando contribuir com crítica epistemológica, tanto efetiva quanto potencial, do momento de redesenho político e institucional no país com impacto na agenda migratória. Argumentamos que os conceitos disponíveis limitam o horizonte da linguagem, fazendo-nos reproduzir categorias de gestão e controle, e constituem universo a ser disputado nas lutas pelo redimensionamento da mobilidade humana para além de uma lógica estritamente humanitária ou criminal.


Palavras-chave


governança migratória, migração haitiana, refúgio, tráfico de pessoas, Brasil

Texto completo:

PDF XML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Dilemas - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

             

APOIO:    

SCImago Journal & Country Rank