Os pronomes clíticos nos testemunhos da "Crónica do Xarife Mulei Mahamet e del-Rey D. Sebastião" – Um estudo comparativo

Elena Lombardo

Resumo


Neste artigo apresento os resultados de um estudo comparativo da colocação dos pronomes clíticos presentes nos testemunhos de uma crónica quinhentista sobre D. Sebastião – a Crónica do Xarife MuleiMahamet e del-Rey D. Sebastião – com vista a compreender melhor as vicissitudes da sua transmissão manuscrita. Conhecem-se atualmente três testemunhos deste texto. O Mss. 2422 da Biblioteca Nacional de Espanha e o COD. 13282 da Biblioteca Nacional de Portugal, ambos catalogados como sendo do século XVII e similares em termos de organização estrutural, diferem profundamente do CIII/1-14 da Biblioteca Pública de Évora, datado do século XVIII. O testemunho eborense afasta-se deles a tal ponto que se torna possível afirmar que se trata de versões diferentes de um mesmo texto. A pergunta que se coloca, portanto, é se seria a versão reportada pelos testemunhos madrileno e lisboeta (o Sumario) a versão inicial e a Historia (versão do testemunho eborense) uma reescrita e desenvolvimento dela por um cronista/copista posterior, ou se se trataria justamente do contrário – o texto transmitido pelo manuscrito eborense sendo a primeira versão e o Sumario um resumo desta. Para fazer luz sobre esta questão, analisei dois fenómenos relativos à colocação pronominal cuja evolução histórica, de acordo com autores como Martins (1994, 2008 e 2016, entre outros), Magro (2007), Galves, Britto e Paixão de Sousa (2005) e Namiuti (2008), apresenta um ponto de inflexão nos séculos XVI-XVIII – a variação entre ênclise e próclise e a realização de interpolação de constituintes entre o clítico e o verbo. Apesar de não ter fornecido resultados totalmente inquestionáveis a favor de uma ou outra hipótese, as análises demonstraram que alguns trechos da Historia inexistentes nos demais testemunhos apresentam traços linguísticos mais próximos do português quinhentista. Assim sendo, parece provável que a versão reportada neste testemunho não tenha sido redigida no século XVIII.


Palavras-chave


Crónicas portuguesas; Português Clássico; Ênclise/próclise; Interpolação; Crítica Textual

Texto completo:

PDF

Referências


BOUZA, Fernando. Entre dos reinos, una patria rebelde. Fidalgos portugueses en laMonarquía Hispánica después de 1640. Estudis. Revista de historia moderna, 20, 1994. p. 83-104.

DE ANDRES, Gregorio. Catálogo de los manuscritos de la biblioteca del Duque de Uceda. Separata da Revista de Archivos, Bibliotecas y Museos. Tomo LXXVIII, Enero-Junio 1975.

FERREIRA, Teresa. Catálogo da Coleção de Códices (COD. 12888-13292).Lisboa: BN, 1999.

GALVES, Charlotte; BRITTO, Helena; PAIXÃO DE SOUSA, Maria Clara. The change in clitic placement from Classical to Modern European Portuguese: Results from the Tycho Brahe Corpus. Journal of Portuguese Linguistics, 4, 2005. p. 39–67.

GALVES, Charlotte; PAIXÃO DE SOUSA, Maria Clara. Clitic placement and the position of subjects in the history of European Portuguese. In: GEERTS, Twan; VAN GINNEKEN, Ivo; JACOBS, Haike (Eds.). Romance Languages and Linguistic Theory 2003: Selected Papers from «Going Romance». Amsterdam/Philadelphia: Benjamins, 2005. p. 97–113.

LOMBARDO, Elena. Do “grande incêndio que com tam raro movimento a Berberia perturbou”: estudo e edição diplomática de um relato histórico quinhentista.(Dissertação de Mestrado). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

LOMBARDO, Elena. Sobre a transmissão do “Sumario de todas as cousas succedidas em Berberia...”.Trabalho final do seminário em História da Crítica Textual. (Doutoramento em Crítica Textual). Universidade de Lisboa, Lisboa, 2016. Inédito.

LOMBARDO, Elena. Para uma caracterização linguística dos testemunhos do “Sumario de todas as cousas succedidas em Berberia...” - Os clíticos. Apresentação de poster em: XXXIII Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística. Évora, Portugal, 27 a 29 de setembro de 2017. 2017a.

LOMBARDO, Elena. Edição diplomática do testemunho M da “Crónica do Xarife Mulei Mahamet e del-Rey D. Sebastião” – “Sumario de todas as cousas succedidas em Berberia desde o tempo que começou a reinar o Xarife Mulei Mahamet no anno de 1573 te o fim do anno de sua morte 1578 no dia da batalha d’Alcaçer Quibir, em que se perdeo Dom Sebastiam Rey de Portugal”. Lisboa: 2017b. Inédito.

LOMBARDO, Elena. Edição diplomática do testemunho E da “Crónica do Xarife Mulei Mahamet e del-Rey D. Sebastião” – “Historia da Jornada Del Rey Dom Sebastião a Africa causa, e successos lastimozos della”.Lisboa: 2017c. Inédito.

MAGRO, Catarina. Clíticos: variações sobre o tema. (Tese de Doutoramento). Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2007.

MARTINS, Ana Maria. Clíticos na História do Português.(Tese de Doutoramento). Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa, Lisboa, 1994.

MARTINS, Ana Maria. A posição dos pronomes pessoais clíticos. In: Paiva Raposo et al.Gramática do Português. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2008. p. 2231-2302.

MARTINS, Ana Maria. A colocação dos pronomes clíticos em sincronia e diacronia. In: MARTINS, Ana Maria; CARRILHO, Ernestina. (Eds.). Manual de Linguística Portuguesa. Berlin/Boston: De Gruyter, 2016. p. 401-430.

MARTINS, Ana Maria. Categorias de classificação dos pronomes. Diretrizes para trabalho final do Seminário em Linguística Histórica II. (Doutoramento em Crítica Textual). Universidade de Lisboa, Lisboa, 2017. Inédito.

MASCARENHAS, Jerónimo de. Historia de la ciudad de Ceuta. Sus sucessos militares, y politicos; memorias de sus santos y prelados, y elogios de sus capitanes generales. Dornelas, Afonso de. (Ed.). Coimbra: Imprensa da Universidade, 1918.

MEGIANI, Ana Paula Torres. Memória e conhecimento do mundo: coleções de objetos, impressos e manuscritos nas livrarias de Portugal e Espanha, séculos XV-XVII. Anais do Museu Paulista. São Paulo. N. Sér. v. 17. n.1, 2009. p. 155-171.

NAMIUTI, Cristiane. Aspectos da História Gramatical do Português. Interpolação, Negação e Mudança.(Tese de Doutoramento). Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

PAIXÃO DE SOUSA, Maria Clara. Língua barroca: Sintaxe e História do Português de 1600. (Tese de Doutoramento). Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

RIVARA, Joaquim Heliodoro da Cunha; MATTOS, Antonio de Sousa Telles de. (Orgs.). Catálogo dos Manuscriptos da Bibliotheca Publica Eborense ordenado com as descripçoes e notas pelo Bibliothecario Joaquim Heliodoro da Cunha Rivara e com outras proprias por Antonio de Sousa Telles de Mattos. Tomo 111. Lisboa: Imprensa Nacional, 1870.

SERRÃO, Joaquim Veríssimo. A Historiografia portuguesa; doutrina e crítica.3 volumes. Lisboa: Editorial Verbo, 1972-1974.




DOI: https://doi.org/10.24206/lh.v5i1.24279

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 LaborHistórico

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

LaborHistórico | ISSN 2359-6910

A Revista LaborHistórico da Universidade Federal do Rio de Janeiro está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.