LaborHistórico

LaborHistórico é uma revista semestral on-line dos Programas de Pós-graduação em Letras Vernáculas (PPGLEV) e Letras Neolatinas (PPGLEN), da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil. Tem como foco estudos desenvolvidos a partir de fontes escritas nos quais se destaque o labor do pesquisador diante de seu material de trabalho. Nessa temática, são bem-vindas contribuições de distintas áreas do saber, como Filologia (Crítica Textual), Linguística, Literatura, História e Paleografia.

ISSN: 2359-6910

Notícias

 

Chamadas abertas para publicação: próximos dossiês temáticos

 

Título

Data-limite para submissão

Organizadores

DESCRIÇÕES MORFOLÓGICAS DAS LÍNGUAS ROMÂNICAS: ABORDAGENS HISTÓRICAS

30 de novembro de 2019

Natival Simões Neto (UEFS) e Mailson Lopes (UFBA)

ARTE, HISTÓRIA E ESCRITA

31 de janeiro de 2020

Alberto Martín Chillón (EBA/UFRJ)

HISTÓRIA E HISTÓRIAS DO LÉXICO: DIFERENTES PERSPECTIVAS

31 de março de 2020

Marcus Vinícius Pereira das Dores (USP) e Maria Filomena Gonçalves (Universidade de Évora)

LÍNGUAS E VARIEDADES EM CONTATO NO ÂMBITO ROMÂNICO

30 de setembro de 2020

Sarah Bürk (Universität Paderborn), Vicente Álvarez Vives (Universität Paderborn) e Virginia Sita Farias (UFRJ)

ESTUDOS EM FONÉTICA E FONOLOGIA: QUANDO O PASSADO E O PRESENTE SE ENTRECRUZAM

30 de novembro de 2020

Danielle Kely Gomes (UFRJ/Letras Vernáculas) e Marcelo Alexandre Lopes de Melo (UFRJ/ Linguística e Filologia)

CAMINHOS DA PALEOGRAFIA

31 de janeiro de 2021

Sonia Troitiño (UNESP/Ciência da Informação)

Além das chamadas em aberto para os dossiês temáticos, a Revista LaborHistórico continua recebendo trabalhos em fluxo contínuo.

 
Publicado: 2019-11-01
 
Outras notícias...

v. 5 (2019): Número especial 2 - Cabalgando nas ondas do Atlántico. Estudos sobre léxico galego e portugués


Capa da revista

Editores: Leonardo Lennertz Marcotulio e Marcus Vinícius Pereira das Dores.

Organizadores: Rosario Álvarez (Instituto da Lingua Galega, Universidade de Santiago de Compostela) e Eduardo Louredo (Instituto da Lingua Galega, Universidade de Santiago de Compostela). 

Capa: Matheus Freitas Gomes (Universidade Federal de Minas Gerais).