O mapa da Capitania de Minas Gerais produzido por José Joaquim da Rocha (1777)

Marianna de Franco Gomes

Resumo


Documentos cartográficos são importantes fontes de informação para várias áreas do conhecimento, inclusive para a Toponímia, já que fornecem objetos de análise para os estudos. Partindo desse pressuposto, objetivamos explicitar os registros de geomorfotopônimos verificados no mapa da Capitania de Minas Gerais produzido por José Joaquim da Rocha, em 1777, correspondendo ao recorte do trabalho de Dissertação intitulado “Geomorfotopônimos Históricos” (GOMES, 2019). Mostramos que o documento cartográfico fornece informações linguísticas e geográficas de grande valor histórico e cultural, principalmente, por permitir resgatar e analisar o topônimo histórico como forma de conhecimento. Desse modo, ressaltamos o valor dos documentos cartográficos históricos como ferramentas valiosas de pesquisa.


Palavras-chave


Cartografia histórica; Capitania de Minas Gerais; Geomorfotopônimos históricos

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, Waldemar de Almeida. Dicionário Histórico-Geográfico de Minas Gerais. Belo Horizonte: Editora Itatiaia LTDA, 1995.

COSTA, Joaquim Ribeiro. Toponímia de Minas Gerais: com Estudo Histórico da Divisão Territorial Administrativa. 2. ed. Belo Horizonte: BDMG cultural, 1997.

DICK, Maria Vicentina de Paula do Amaral. A Motivação Toponímica e a Realidade Brasileira. São Paulo: Governo do Estado de São Paulo. Edições Arquivo do Estado, 1990a.

DICK, Maria Vicentina de Paula do Amaral. Toponímia e Antroponímia no Brasil. Coletânea de Estudos. 2. ed. São Paulo: FFLCH/ USP, 1990b.

DORES, Marcus Vinícius Pereira das. Relação dos trastes de prata e ornamentos da extinta capela de Santo Antônio (1856). Revista LaborHistórico, v. 5, n. 1, p. 286-297, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.24206/lh.v5i1.24859. Acesso em ago. 2019.

GOMES, Marianna de Franco. Geomorfotopônimos Históricos. Dissertação (Mestrado, Linguística Teórica e Descritiva) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2019. Disponível em Disponível em: http://www.poslin.letras.ufmg.br/defesas/1993M.pdf. Acesso em: ago. 2019.

MENEZES, Paulo Márcio Leal de; FERNANDES, Manoel do Couto. Roteiro de cartografia. São Paulo: Oficina de Textos, 2013.

SANTOS, Márcia Maria Duarte dos. Técnicas e elementos da cartografia da América portuguesa e do Brasil Império. In: Roteiro prático de cartografia: da América portuguesa ao Brasil Império. COSTA, Antônio Gilberto (Org.) Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007. p. 51-81.

SANTOS, M. M. D. dos.; FARIA, M. D. de.; COSTA, A. G. Fonte de dados, mapas. In: SANTOS, M. M. D. dos; SEABRA, M. C. T. C. de; COSTA, A. G. (Org.). Repositório de Dados: Toponímia Histórica de Minas Gerais, do Setecentos ao Oitocentos Joanino – Registros em Mapas da Capitania e das Comarcas. Belo Horizonte, MG: Museu de História Natural e Jardim Botânico (MHNJB/UFMG); Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHG/MG), 2017. Disponível em: http://repositoriotoponimia.com.br/mapas. Acesso em: ago. 2019.

SANTOS, M. M. D. dos; SEABRA, M. C. T. C. de. Apresentação do Projeto: Registros cartográficos históricos: revelando o patrimônio toponímico de Minas Gerais do período Colonial e Joanino. In: SANTOS, M. M. D. dos; SEABRA, M. C. T. C. de; COSTA, A. G. (Org.). Repositório de Dados: Toponímia Histórica de Minas Gerais, do Setecentos ao Oitocentos Joanino – Registros em Mapas da Capitania e das Comarcas. Belo Horizonte, MG: Museu de História Natural e Jardim Botânico (MHNJB/UFMG); Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHG/MG), 2017. Disponível em: http://repositoriotoponimia.com.br/projeto. Acesso em: ago. 2019.

SANTOS, M. M. D. dos; SEABRA, M. C. T. C. de; COSTA, A. G. (Org.). Repositório de Dados: Toponímia Histórica de Minas Gerais, do Setecentos ao Oitocentos Joanino – Registros em Mapas da Capitania e das Comarcas. Belo Horizonte, MG: Museu de História Natural e Jardim Botânico (MHNJB/UFMG); Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHG/MG), 2017. Disponível em: http://repositoriotoponimia.com.br/home. Acesso em: ago. 2019.

SEABRA, Maria Cândida Trindade Costa de. A formação e a fixação da Língua Portuguesa em Minas Gerais: a Toponímia da Região do Carmo. 2004. 368 f. Tese (Doutorado, Linguística) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2004. 2 v.

SEABRA, Maria Cândida Trindade Costa de. Variação e Mudança Linguística de Topônimos. In.: Nos Caminhos do Léxico. Campo grande, MS: Ed. UFMS, 2016. p. 137-154.

Referência cartográfica

ROCHA, José Joaquim da. Mappa da Capitania de Minas Geraes: que Mandou Fazer o llmo. e Exmo. Senhor d. Anto . de Noronha, Governador e Capitão Genal. da mesma Capitania. ...o fez 1777a. 1 mapa ms. Escala [ca. 1: 1 600 000]. (Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro - BN / RJ).




DOI: https://doi.org/10.24206/lh.v5iEspecial2.28369

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 LaborHistórico

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

LaborHistórico | ISSN 2359-6910

A Revista LaborHistórico da Universidade Federal do Rio de Janeiro está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.