Ideia Geographica dos territorios portuguezes que comprehende o Governo e Capitania General do Matto Grosso e Cuiabá. Confinantes as Provincias Castelhanas de Chiquitos e de Mojos

Carmem Marques Rodrigues

Resumo


O mapa “Ideia Geographica dos territórios portuguezes que comprehende o Governo e Capitania General do Matto Grosso e Cuiabá. Confinantes as Provincias Castelhanas de Chiquitos e de Mojos” faz parte do acervo cartográfico da Biblioteca Nacional, e é uma peça representativa dos mapas regionais manuscritos da segunda metade do século XVIII. Normalmente utilizados apenas como ilustrações, os mapas são intrigantes documentos históricos que podem revelar muito mais informações do que apenas a geografia representada, e uma das ferramentas para trabalhá-los é História da Cartografia. Centrada em uma abordagem transdisciplinar, a História da Cartografia conjuga métodos de análise internos e externos, pois não analisa os mapas como fins em si mesmos, ou seja, peças puramente técnicas, mas como objetos históricos, carregados de significados. Neste estudo iremos analisar o mapa “Ideia Geographica” a partir dessa metodologia com o intuito de apresentar e convidar os pesquisadores a trabalhar com os mapas para além das ilustrações.


Palavras-chave


História da Cartografia. Mapas. Biblioteca Nacional. Capitania do Mato Grosso e Cuiabá.

Texto completo:

PDF

Referências


AMADO, Janaína; ANZAI, Leny Caselli. Luís de Albuquerque. Viagens e governo na Capitania de Mato Grosso/1771-1791. São Paulo: Versal, 2014.

ARAÚJO, Roberto Jorge Chaves. As normas técnicas para transcrição e edição de documentos manuscritos e alguns fatos gráficos da história da escrita nelas normalizados. João Pessoa: Universidade Estadual da Paraíba, 2013.

COSTA, M. de F. Alexandre Rodrigues Ferreira e a capitania de Mato Grosso: imagens do interior. História, Ciências, Saúde. Manguinhos, vol. VIII (suplemento), 993-1014, 2001

COSTA, M. de F. De Xarayes ao Pantanal: a cartografia de um mito geográfico. Revista do IEB, São Paulo, n. 45, p. 21-37, 2007.

COUTINHO, Ana Sofia de Almeida. Imagens de França do século XVIII através da Colecção Cartográfica do Visconde de Balsemão. Revista da Faculdade de Letras. HISTÓRIA, Porto, III Série, vol. 10, p. 17-27, 2009.

HARLEY, John Brian. La Nueva Naturaleza de los Mapas. México: FCE, 2005.

VIEIRA JR, Wilson Carlos Jardim. Cartografia da Capitania de Goyaz no século XVIII: intenção e representação. Tese de Doutoramente. Brasília: Universidade de Brasília, 2015.

Fonte manuscrita:

OFÍCIO do [governador e capitão general da capitania de Mato Grosso] Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres ao [secretário de estado da Marinha e Ultramar] Martinho de Melo e Castro com que envia mapa geográfico, já sujeito a observações astronomicas; memória; carta topográfica do istmo que estabelece os rios Alegre e Aguape e os exames realizados pelo capitão Ricardo Franco de Almeida. CT-AHU-ACL-CU-010,cx 25.

OFÍCIO do [Governador e capitão general da capitania de Mato Grosso] Luis Pinto de Sousa Coutinho ao [secretário de estado da Marinha e Ultramar] Martinho de Melo e Castro sobre o agravamento do seu estado de saúde e dá no conhecimento da situação e negócios da capitania. Carta com 40 páginas. Anexo: 8 doc CT-AHU-ACL-CU-010, CX 15, DOC 927.

Referência cartográfica:

IDEIA geographica dos territorios portuguezes que comprehende o Governo e Capitania General do Matto Grosso e Cuiabá. Confinantes as Provincias Castelhanas de Chiquitos e de Mojos. [178-?]. 1 mapa ms., desenho a nanquim, aquarelado, 136 x 178 cm. Disponível em: http://objdigital.bn.br/objdigital2/acervo_digital/div_cartografia/cart520418/cart520418.jpg. Acesso em: 3 fev. 2020.

Mappa Geografico em que se mostrão as derrotas de Cazal Vasco às Missões de S.ta Anna, e S.to Ignácio da Província de Chiquitos: feitas em 1784 e 1786. Por ordem do Ill.mo e Ex.mo Senhor Luiz d’Albuquerque de Mello P.ra e Caceres. Governador e Cap.am General das Capitanias de Matto Grosso e Cuiabá, e nos Limites dellas encarregado da Comissão das Reaes Demarcações. 1786. Escala c.1:320 000, 10 léguas de 20 ao grau = 17,5cm. Fl. de 55 x 42 cm colada em Fl. de 61 x 48 cm. Cota n.18, Coleção da Família Albuquerque da Casa da Ìnsua, Penalva do Castelo.




DOI: https://doi.org/10.24206/lh.v6i1.32274

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 LaborHistórico

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

A Revista LaborHistórico da Universidade Federal do Rio de Janeiro está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.