HOUGH, Carole (ed.). The Oxford Handbook of Names and Naming. Oxford: Oxford University Press, 2016. 774 p. ISBN: 978-0198815532.

Cezar Alexandre Neri Santos

Resumo


No primeiro semestre de 2016, estudiosos e entusiastas da onomástica tiveram acesso a uma obra ímpar acerca de nomes próprios e de processos de nomeação em geral, The Oxford Handbook of Names and Naming, coletânea que faz parte da série The Oxford Handbook in Linguistics. Escrito integralmente em língua inglesa, pode ser adquirido em três formatos: e-bookpaperback e hardcover. Esta resenha se constituiu a partir da versão paperback (capa comum), um manual de 774 páginas, contendo 46 capítulos, divididos em sete partes.

 


Palavras-chave


Onomástica. Toponímia. Antroponímia. Lexicologia. Linguística Histórica.

Texto completo:

PDF

Referências


BERG, Lawrence D.; VUOLTEENAHO, Jani (Ed.). Critical toponymies: The contested politics of place naming. Ashgate Publishing, Ltd., 2009.

DICK, Maria Vicentina de Paula do Amaral. Toponímia e antroponímia do Brasil. Coletânea de Estudos. 2. ed. São Paulo: Serviço de Artes Gráficas da FFLCH/USP, 1990. 224 p.

NASCENTES, Antenor. A saudade portuguesa na toponímia brasileira. Letras. Revista da Faculdade de Filosofia da Universidade do Paraná, n. 11, p. 102-107, 1960.

TAYLOR, Simon. Methodologies in place-name Research. In: HOUGH, Carole (Ed.) The Oxford Handbook of Names and Naming. Series: Oxford handbooks in linguistics. Oxford: Oxford University Press, 2016. p. 69-86.




DOI: https://doi.org/10.24206/lh.v6i3.32696

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Cezar Alexandre Neri Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

LaborHistórico | ISSN 2359-6910

A Revista LaborHistórico da Universidade Federal do Rio de Janeiro está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.