O grau de letramento de um casal carioca: uma análise da grafia "r"

Karilene da Silva Xavier

Resumo


Este artigo visa a analisar os desvios grafemáticos do <r> efetuados por um casal de noivos, que trocou 97 cartas de amor entre 1936 e 1937 na cidade do Rio de Janeiro. Por não terem sido pessoas ilustres, não há informação sobre eles disponível em acervo público e, com isso, todo o conhecimento extralinguístico é obtido diretamente de conteúdo dessas cartas. Dessa forma, por meio de desvios grafemáticos, tais como elisão, rotacismo, metátese, hipercorreção e até mesmo a familiaridade com as grafias <r> e <rr>, pretende-se traçar o perfil e o grau de letramento do casal. Para tanto, esta pesquisa fundamenta-se em uma análise de natureza filológica e sociolinguística histórica.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24206/lh.v1i2.4795

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 LaborHistórico

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

LaborHistórico | ISSN 2359-6910

A Revista LaborHistórico da Universidade Federal do Rio de Janeiro está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.