“Por ser nova de grande alegria para este reino, se pôs nessa Gazeta”: A circulação de notícias e a Gazeta ‘da Restauração' em Portugal (1641-1647)

Caroline Garcia Mendes

Resumo


A circulação de notícias no continente europeu tem sido tema de diversos trabalhos nos últimos anos. Para além de produções individuais, criadas e voltadas exclusivamente para determinadas nações, entende-se que o periodismo impresso foi um movimento ocorrido em diferentes partes da Europa que se iniciou em meados do século XVII. Em Portugal isso não foi diferente. Em novembro de 1641, um ano após a Restauração portuguesa e aclamação de Dom João IV, começou a circular em Lisboa a chamada Gazeta da Restauração, periódico considerado o primeiro daquele país, que continha, em sua maioria, notícias relacionadas às batalhas contra Castela nas fronteiras portuguesas. A publicação possuía autorização régia e apresentava constantemente exaltação à nova Coroa. Seu caráter mensal se estendeu de novembro de 1641 a julho de 1642, quando foi suspensa, podendo retornar a circular meses depois, em novo formato. O presente artigo tem o intuito, assim, de discorrer acerca deste periódico e analisar alguns dos temas presentes em suas páginas, pensando em seus impressores e editores e no momento vivido por aquela sociedade, em que a cultura periódica começava a se estabelecer. 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24206/lh.v2i1.4812

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 LaborHistórico

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

LaborHistórico | ISSN 2359-6910

A Revista LaborHistórico da Universidade Federal do Rio de Janeiro está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.