MULHERES E MEMÓRIA DA GUERRA NAS CRÔNICAS DE ANA PAULA TAVARES

Simone Pereira Schmidt

Resumo


O artigo propõe uma aproximação entre a experiência traumática da guerra e a experiência das mulheres, no relato das guerras que recentemente dizimaram países africanos como Angola e Moçambique. O foco incidirá sobre as crônicas da escritora angolana Ana Paula Tavares, publicadas na imprensa portuguesa, entre 1999 e 2002, e posteriormente reunidas no livro A cabeça de Salomé (2004).

PALAVRAS-CHAVE: Narrativa angolana; experiência feminina; guerra; memória; Ana Paula Tavares


Palavras-chave


Narrativa angolana; experiência feminina; guerra; memória; Ana Paula Tavares

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.35520/mulemba.2010.v2n2a4683

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Mulemba

Indexadores e bases bibliográfcias:
Periódicos Capes Latindex Diadorim EZB Google Acadêmico  DRJI  Livre Base  Sudoc Worldcat HNU  InfoGuide 


Licença Creative Commons
A Revista Mulemba utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.