AS FINANÇAS PRIVADAS NA ROMA DE 64 d.C.: O INCÊNDIO DA VRBS E A DESVALORIZAÇÃO DA MOEDA

Autores

  • Deivid Valério Gaia Mestre em História e Antropologia da Antiguidade pela École des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS-PARIS (54, boulevard Raspail - 75006 PARIS). Doutorando do Centre Louis Gernet - Recherches comparées sur les sociétés anciennes/École des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS – UMR8567, sob a orientação de Jean-Michel Carrié e de Norberto Luiz Guarinello. Membro do Laboratório de Estudos sobre o Império Romano (Leir/USP).

Palavras-chave:

economia romana, incêndio de Roma, moeda romana, Nero, taxas de juros.

Resumo

Este artigo tem como proposta apresentar algumas refl exões acerca das finanças privadas na época do Imperador Nero, em particular com relação aos empréstimos de dinheiro e às taxas de juros, de modo a verificar o impacto do incêndio de Roma, ocorrido no ano 64, sobre a circulação monetária.

Downloads

Publicado

2020-07-24

Como Citar

GAIA, Deivid Valério. AS FINANÇAS PRIVADAS NA ROMA DE 64 d.C.: O INCÊNDIO DA VRBS E A DESVALORIZAÇÃO DA MOEDA. PHOÎNIX, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 84–96, 2020. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/36574. Acesso em: 15 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos