OS USOS DO MEDO COMO FATOR ADMINISTRATIVO NA VILLA ROMANA: AS RELAÇÕES ENTRE SENHORES E ESCRAVOS NOS TRATADOS AGRÍCOLAS DE CATÃO, VARRÃO E COLUMELLA

Autores

  • Deivid Valério Gaia Professor adjunto de História Antiga do Instituto de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Coordenador do Laboratório de História Antiga (Lhia) da UFRJ. Membro do Laboratório de Estudos sobre o Império Romano (Leir – USP/Ufop). https://orcid.org/0000-0001-7818-3503
  • Fabiana Martins Nascimento Doutoranda pelo Programa de Pós-graduação em História Comparada da UFRJ e pesquisadora do Laboratório de História Antiga da UFRJ. https://orcid.org/0000-0001-9253-9799

DOI:

https://doi.org/10.26770/phoinix.v27n2a6

Palavras-chave:

Villa, escravidão, medo, Itália romana, agrônomos latinos

Resumo

Importante unidade de produção na sociedade romana entre os séculos II a.C. e II d.C., a uilla constituía um tipo de propriedade agrícola pertencente aos ricos de Roma, com produção destinada aos mercados locais e de longa distância que conjugava a utilização de mão de obra escrava e livre. Dado o ritmo intenso de trabalho, somado ao processo de escravização de grande número de indivíduos, tensões se formavam na dinâmica das relações entre senhores e escravos nesse tipo de propriedade. Os tratados de Catão (160 a.C.), Varrão (37 a.C.) e Columella (35 d.C.) apresentam, de modo direto e indireto, algumas dessas tensões presentes na uilla e as possíveis respostas para contorná-las, sendo uma delas o uso do medo, em dois sentidos distintos: o medo que o escravo sentia do senhor e o que o senhor sentia do escravo – o primeiro, como ferramenta para controlar os escravos, e o segundo, como regulador das ações dos senhores. Nesse sentido, o presente artigo tem por objetivo analisar esses diferentes usos do medo nas relações escravistas na administração da uilla a partir dos autores supracitados.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2021-12-28

Como Citar

GAIA, Deivid Valério; NASCIMENTO, Fabiana Martins. OS USOS DO MEDO COMO FATOR ADMINISTRATIVO NA VILLA ROMANA: AS RELAÇÕES ENTRE SENHORES E ESCRAVOS NOS TRATADOS AGRÍCOLAS DE CATÃO, VARRÃO E COLUMELLA. PHOÎNIX, [S. l.], v. 27, n. 2, p. 111–127, 2021. DOI: 10.26770/phoinix.v27n2a6. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/49100. Acesso em: 24 maio. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ