DEBATES SOBRE FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DE PROFESSORES SECUNDARISTAS NA REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS NOS ANOS 1950: UMA DISCUSSÃO SOBRE O "NOVO" EM EDUCAÇÃO

Katya M. Z. Braghini

Resumo


O trabalho do professor e a sua relação com as “exigências contemporâneas” não é um assunto novo. A ideia de que os profissionais da educação atuam com os saberes legitimados, motivados pelas demandas de um mundo moderno, tem a ver com a constituição da escola na sociedade urbana-industrial. Compreender essa representação de professor bem formado, sujeito em constante aprendizagem de novas abordagens pedagógicas é o ponto central dessa reflexão. Este artigo não busca uma comparação entre o passado e o presente. Pretende uma reflexão acerca dos interesses da Pedagogia pela "novidade" e pensar os professores e seus saberes diante das prescrições pedagógicas que fazem parte da sua rotina.

Palavras-chave


Professores. Formação de professores. Escola secundária. Qualidade da educação. Indicadores de qualidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Jayme. A educação secundária no Brasil. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Rio de Janeiro, v. 23, n. 58, p. 26-104, abr./jun. 1955.

ABREU, Jayme. Tendências antagônicas do ensino secundário brasileiro. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Rio de Janeiro: v. 33, n. 78, p. 3-18, abr./jun. 1960.

BASTOS, Cadmo. A flexibilidade dos currículos da escola secundária americana. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Rio de Janeiro: v. 32, n. 75, p. 186-189, jul./set. 1959.

BRAGHINI, Katya M. Z. O ensino secundário brasileiro nos anos 1950 e a questão da qualidade de ensino. 2005. 150f. Dissertação (Mestrado em Educação). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/ EHPS. São Paulo: 2005.

CARVALHO, Irene da Silva Mello. Alguns aspectos da educação secundária norte-americana. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Rio de Janeiro: v. 19, n. 49, p. 45-58, jan./mar. 1953.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v5i9.1606

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.