PROUNI E O ACESSO DE ESTUDANTES NEGROS AO ENSINO SUPERIOR.

Wilson Mesquita Almeida

Resumo


O artigo faz um exame do papel do Programa Universidade para Todos (ProUni) no acesso da população negra ao ensino superior. Mesmo enfrentando diversos obstáculos, as universidades públicas e, por meio de bolsas, algumas poucas universidades de caráter confessional constituíam locais quase exclusivos nos quais o negro brasileiro conseguia adentrar quando buscava estudos em nível superior. Com o ProUni, em 2005, estudantes negros e de baixa renda passam a dispor da opção de ingresso nas universidades privadas brasileiras. Procuraremos ao longo do texto recuperar historicamente tal processo, realizar uma análise comparativa entre os períodos, traçar os avanços obtidos e delinear os desafios envolvidos no ingresso da população negra por meio do ProUni.


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Wilson Mesquita. Estudantes desprivilegiados e fruição da universidade: elementos para repensar a inclusão no ensino superior. In: MONTEIRO, Aida Maria Educação para a Diversidade e Cidadania: concurso nacional de monografias MEC/SECAD/Anped. Recife: Ed. do Organizador, 2007. p. 175-229.

ALMEIDA, Wilson Mesquita. USP para Todos? Estudantes com desvantagens socioeconômicas e educacionais e fruição da universidade pública. São Paulo: Musa/FAPESP, 2009.

ALMEIDA, Wilson Mesquita. ProUni e o ensino superior privado lucrativo em São Paulo: uma análise sociológica. São Paulo: Musa/FAPESP, 2014.

ANDRADE, Cibele. Acesso ao ensino superior no Brasil: equidade e desigualdade social. Revista Ensino Superior Unicamp, ano 3, n. 6, p. 18-27, jul. 2012.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v12i23.3224

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Contemporânea de Educação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.