Desafios das políticas de permanência e apoio pedagógico na UERJ

Eduardo Henrique Narciso Borges, Thaissa Bispo Souza

Resumo


O objetivo do trabalho é discutir os principais desafios da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) para garantir a plena execução de atividades de acompanhamento acadêmico e apoio pedagógico de seus discentes. O pioneirismo da UERJ na adoção de ações afirmativas no início dos anos 2000 tornou-a um caso exemplar para a discussão de políticas públicas de combate à evasão. A partir de revisão da literatura e análise de dados secundários propomos discutir como as políticas de apoio podem contribuir para a permanência e conclusão dos cursos e as ferramentas que os gestores possuem a disposição para este trabalho em um contexto de restrições orçamentárias e grandes demandas em uma universidade que recentemente enfrentou a maior crise financeira de sua história.


Palavras-chave


UERJ; Evasão; Permanência; Apoio pedagógico.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, W.M. USP para todos?: estudantes com desvantagens socioeconômicas e educacionais e fruição da universidade pública. São Paulo: Musa Editora, 2009.

_______________. Estudantes com desvantagens sociais e os desafios da permanência na universidade pública. In: PIOTTO, D.C.(org.) Camadas populares e universidades públicas: trajetórias e experiências escolares. São Carlos: Pedro e João Editores, 2014, p.239-273.

ALON, Sigal. Race, class, and affirmative action. New York: Russel Sage Foundation, 2015.

BARBOSA, Maria Ligia. Origem social e vocação profissional. In: HERINGER, Rosana; HONORATO, Gabriela (Orgs). Acesso e sucesso no ensino superior: uma sociologia dos estudantes. Rio de Janeiro: 7 letras: FAPERJ, 2015, p.48-76.

BEAN, John P.; METZNER, BARBARA S. A Conceptual Model of Nontraditional Undergraduate Student Attrition. Review of Educational Research Winter, 1985, v. 55, n. 4, p. 485-540.

BORGES, Eduardo H. N. A escolha da carreira: entre o sonho e as possibilidades. Revista Contemporânea de Educação, v. 13, n. 27, maio/ago., 2018, p.492-508.

BORGES, Eduardo H.N.; HONORATO, Gabriela. Pesquisas e práticas em acompanhamento de egressos: discutindo democratização do sistema e gestão das instituições de ensino superior. IN: OLIVEIRA, Antônio J.B.; PEREIRA, Eliane R.; MAURITTI, Rosário (Orgs). Práticas inovadoras em gestão universitária: interfaces entre Brasil e Portugal. Rio de Janeiro: UFRJ, FAAC, 2020, p.235-270, no prelo.

BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean Claude. Os herdeiros: os estudantes e a cultura. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2013. (1964).

________________. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Livraria Francisco Alves Editora, 1970.

CARVALHAES, Flávio; RIBEIRO, Carlos Antônio C. Estratificação horizontal na educação superior no Brasil: desigualdades de classe, gênero e raça em um contexto de expansão educacional. Tempo Social, revista de Sociologia da USP, v.31, n.1, Jan/Abr, 2019, p.195-233.

COLEMAN, James. The creation and destruction of social capital: implications for the law. Notre Dame Journal of Law, Ethics & Public Policy. v.3, 1988, p.375-404.

DECI, Edward L.; RYAN, Richard M. Self-determination Theory and the facilitation of Intrinsic Motivation, Social Development, and Well-being. American Psychologist, v. 55, n.. 1, p.68-78, January, 2000.

DUBET, François. Sociología de la experiencia. Madri: Editorial Complutense, 2010.

______________. Qual a democratização do ensino superior? Caderno CRH, Salvador, v.28, n.74, p.255-265. Maio/Agosto, 2015.

FUMASOLI, Tatiana; HUISMAN, Jeroen. Strategic Agency and System Diversity: Conceptualizing Institutional positioning in Higher Education. Springer Science + Business Dordrecht, v.51, n.2, p. 155-169, March, 2013.

GOASTELLEC, Gaële; VÄLIMMA, Jussi. Access to Higher Education: an instrument for fair societies? In: GOASTELLEC; VÄLIMMA (Orgs). Inequalities in Access to Higher Education: Methodological and Theoretical Issues. Lisboa, Portugal: Social Inclusion, v.7, n. 1, 2019, p. 1-6.

HERINGER, Rosana. Ação afirmativa à brasileira: institucionalidade, sucessos e limites da inclusão de estudantes negros no ensino superior no Brasil (2001-2008). In: PAIVA, Angela R. Entre dados e fatos: Ação afirmativa nas universidades públicas brasileiras. Rio de Janeiro: PUC-Rio, Pallas Ed., 2010, p.117-145.

HONORATO, Gabriela. A distribuição de apoio social e atividades complementares entre estudantes das IFES por cor e condição de ingresso (cotista e não cotista). In: HERINGER; HONORATO (orgs.). Acesso e sucesso no ensino superior: uma sociologia dos estudantes. 1ªed. Rio de Janeiro: 7 Letras: FAPERJ, 2015, p.142-163.

HONORATO, Gabriela; VIEIRA, André; ZUCARELLI, Carolina. Expansão, diversificação e composição social da área de Educação no ensino superior brasileiro (1995-2015). (p. 31-86). In: HERINGER, Rosana (Org.) Educação superior no Brasil contemporâneo: estudos sobre acesso, democratização e desigualdades. Rio de Janeiro: Faculdade de Educação da UFRJ, 2018, p.31-86.

KHAN, Shamus Rahman. Privilege: the making of an adolescent elite at St. Paul’s School. Princenton & Oxford: Princenton University Press, 2011.

LESSA, Simone Eliza do Carmo. Assistência estudantil brasileira e a experiência da Uerj: entre a inovação e o atraso na atenção ao estudante. Revista Em Pauta, v. 15, n. 39, p.155-175 2017.

LUCAS, Samuel R. An Archaeology of Effectively Maintained Inequality Theory. American Behavioral Scientist, v. 61, n. 1, p. 8–29, 2017.

MAGALHÃES, M.O. Sucesso e fracasso na integração do estudante à universidade: um estudo comparativo. Revista Brasileira de Orientação Profissional, v. 14, n.2, p. 215-226, 2013.

MARTÍN JAIME, Fernando; DUFOUR, Gustavo; ALESSANDRO, Martín (Orgs.). Introducción al análisis de políticas públicas. 1. ed. Florencio Varela: Univ. Nacional Arturo Jauretche, 2013. (Manuales).

OLIVEN, Arabela Campos. Ações afirmativas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e o seu significado simbólico. Revista Educação, Santa Maria, v. 34, n. 1, p. 65-76. , jan./abr. 200.

PIRES, Roberto Rocha. Introdução. In: PIRES, Roberto Rocha C. (Org.) Implementando desigualdades: reprodução de desigualdades na implementação de políticas públicas. Rio de Janeiro: IPEA, 2019, p. 13-53.

PIRES, Roberto Rocha C.; LOTTA, Gabriela. Burocracia de nível de rua e (re)produção de desigualdades sociais: comparando perspectivas de análise.. In: PIRES, Roberto Rocha C. (Org.) Implementando desigualdades: reprodução de desigualdades na implementação de políticas públicas. Rio de Janeiro: IPEA, 2019, p.127-153.

PORTES, Écio. Trajetórias escolares e vida acadêmica do estudante pobre da UFMG - Um estudo a partir de cinco casos. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, 267f., 2001.

RAFTERY, Adrian E.; HOUT, Michael. Maximally Maintained Inequality: Expansion, Reform, and Opportunity in Irish Education, 1921-75. Sociology of Education, v. 66, n. 1, p.41-62, 1993.

RAMOS, Carlos Alberto. Introdução à Economia da Educação. Rio de Janeiro, RJ: Alta Books, 2015.

RAWLS, John. Uma teoria da justiça. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

RIBEIRO, Carlos Antonio Costa; SCHLEGEL, R. Estratificação horizontal da educação superior no Brasil (1960 a 2010): trajetórias das desigualdades: como o Brasil mudou nos últimos cinquenta anos. 4ªed. São Paulo: Editora Unesp, 2015.

RIO DE JANEIRO. LEI N° 3.524, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000. Dispõe sobre os critérios de seleção e admissão de estudantes da rede pública estadual de ensino em universidades públicas estaduais e dá outras providências. [REVOGADA]. Disponível em: http://alerjln1.alerj.rj.gov.br/contlei.nsf/69d90307244602bb032567e800668618/92c5d19ef1cac546032569c40069afa7?OpenDocument Acesso em 20/09/2019.

RIO DE JANEIRO. LEI N° 4.151, DE 04 DE SETEMBRO DE 2003. Institui nova disciplina sobre o sistema de cotas para ingresso nas universidades públicas estaduais e dá outras providências. Disponível em: http://www.senado.leg.br/comissoes/CCJ/AP/AP2009/AP200903181_CotasRaciais_AUGUSTOWERNECK.pdf Acesso em 20/09/2019.

RIO DE JANEIRO. LEI N° 5.346, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008. Dispõe sobre o novo sistema de cotas para ingresso nas universidades estaduais e dá outras providências. Disponível em: http://www.senado.leg.br/comissoes/CCJ/AP/AP2009/AP200903181_CotasRaciais_AUGUSTOWERNECK.pdf Acesso em 20/09/2019.

RIO DE JANEIRO. LEI N° 8.121, DE 27 DE SETEMBRO DE 2018. Dispõe sobre a prorrogação da vigência da Lei 5.346, de 11 de Dezembro de 2008, e dá outras providências. Disponível em: https://gov-rj.jusbrasil.com.br/legislacao/631695882/lei-8121-18-rio-de-janeiro-rj Acesso em 20/09/2019.

ROLAND, Nathalie; FRENAY, Mariane; BOUDRENGHIEN, Gentiane. Understanding academic persistence through the Theory of Planned Behavior: normative factors under investigation. Journal of College Student Retention: Research, Theory & Practice, 0(0), 2016, p. 1-21.

RUMP, Markus; ESDAR, Wiebke; WILD, Elke. Individual differences in the effects of academic motivation on higher education students’ intention to drop out. European Journal of Higher Education, v.7, n.4, p.1-15, September, 2017,.

SILVA, Patrícia Costa Pereira. A vida na universidade: um estudo do cotidiano do “cotista” negro da UERJ. In: CARVALHO, Marília Pinto de. Diferenças e desigualdades na escola. Campinas, SP: Papirus, 2012, p.95-117.

TRUTA, Camelia; PARV, Luminita; TOPALA, Ioana. Academic Engagement and Intention to Drop Out: Levers for Sustainability in Higher Education. Sustainability, v.10, n.12, p. 1-11, December, 2018.

TUMIN, Melvin M. Estratificação social: as formas e funções da desigualdade. São Paulo: Livraria Pioneira Editora, 1970.

TURNER, Brian. Status. Editorial Estampa: Lisboa, 1989.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Núcleo de Informações e Estudos de Conjuntura. Data UERJ 2018: anuário estatístico base de dados 2017. Rio de Janeiro: UERJ, 2018. 380p.

_____________________________________________. Sub-Reitoria de Graduação. Manual de Instruções do Aluno de Reserva de Vagas/Cotista da Graduação UERJ. Rio de Janeiro: UERJ, 2019. 20p.

VALENTIM, Daniela Frida Drelich. Ex-alunos negros cotistas da UERJ: os desacreditados e o sucesso acadêmico. Rio de Janeiro: Quartet: FAPERJ, 2012.

ZAGO, Nadir. Do acesso à permanência no ensino superior: percursos de estudantes universitários de camadas populares. Revista Brasileira de Educação, v.11, n.32, p.226-237, Maio / Ago. 2006.




DOI: https://doi.org/10.20500/v15i33.34747

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Contemporânea de Educação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.