Militarização escolar, disciplina e subjetividades: reflexões a partir de Foucault

Renee Volpato Viaro

Resumo


Tomando o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim) como um disparador, esse artigo visa a discutir como a militarização da educação pode influenciar a produção de subjetividade no contexto escolar. Para tanto, adota-se o referencial de Michel Foucault sobre a produção de sujeitos a partir de relações de poder. A análise mostra o decreto que institui o Pecim como parte de um projeto de militarização mais amplo da sociedade brasileira. As ideias de Foucault indicam que práticas educativas militarizadas contribuem para a produção de um perfil de sujeito dócil e normalizado. Finalmente, a partir da implicação conceitual poder-resistência, propõe-se pensar a singularidade como forma de resistência ao poder disciplinar e, portanto, como forma de ação política.


Palavras-chave


Escola militar; Disciplina; Subjetividade.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Miriam Fábia; FERREIRA, Neusa Souza Rêgo. O processo de militarização de uma escola estadual pública em Goiás. Educ. Soc., Campinas, v. 41, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v41/1678-4626-es-41-e0224778.pdf. Acesso em: 20 mai. 2021.

BRASIL. Decreto nº 10.004, de 5 de setembro de 2019. Institui o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 2019. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/decreto/D10004.htm. Acesso em 20 mai. 2021.

FISCHER, Luís Augusto. O que significa a presença militar no governo Bolsonaro: uma análise de Gunter Axt. Parêntese. Porto Alegre, jun. 2020. Disponível em: https://matinal.news/presenca-militar-no-governo-federal-entrevista-com-gunter-axt-historiador/. Acesso em: 20 mai. 2021.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Petrópolis, RJ: Vozes, 1975/2009.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, 1976/1984.

FOUCAULT, Michel. O sujeito e o poder. In: Dreyfus H. L.; Rabinow P. Michel Foucault, uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1982/1995. p. 231-249.

FOUCAULT, Michel. As Técnicas de Si. In: FOUCAULT, Michel. Genealogia da ética, subjetividade e sexualidade. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1982/2014. p. 264-296. (Ditos e Escritos. Vol. IX).

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 2: o uso dos prazeres. Rio de Janeiro: Graal, 1984/1985a.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 3: o cuidado de si. Rio de Janeiro: Graal, 1984/1985b.

FOUCAULT, Michel. A ética do cuidado de si como prática de liberdade. In: FOUCAULT, Michel. Ética, sexualidade, política. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1984/2010a. p. 264-287. (Ditos e Escritos. Vol. V).

FOUCAULT, Michel. Uma estética da existência. In: FOUCAULT, Michel. Ética, sexualidade, política. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1984/2010b. p. 288-293. (Ditos e Escritos. Vol. V).

GUIRADO, Marlene. A análise institucional do discurso como analítica da subjetividade. São Paulo: Annablume, 2010.

LIMA, Maria Eliene; BRZEZINSKI Iria; MENEZES JUNIOR, Antonio da Silva. Militarizar para educar? Educar para a cidadania? Educ. Soc., Campinas, v. 41, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v41/1678-4626-es-41-e228256.pdf. Acesso em: 20 mai. 2021.

MEC. Escola Cívico-Militar: O Programa, 2019. Disponível em: http://escolacivicomilitar.mec.gov.br/18-o-programa. Acesso em: 20 mai. 2021.

NUNES, Nei Antônio; ASSMANN, Selvino José. A escola e as práticas de poder disciplinar. Perspectiva, Florianópolis, v. 18, n. 33, jan./jun. 2000.

PARANÁ. Assembleia Legislativa. Projeto de Lei nº 543, de 28 de setembro de 2020. Institui o Programa Colégios Cívico-Militares no Estado do Paraná e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Paraná. Curitiba, PR, 2020. Disponível em: https://www.assembleia.pr.leg.br/storage/ordem_dia/c97oLZXC7asvGFi0iLU04Zi8xupMIrTLSMHv5tWZ.pdf. Acesso em: 20 mai. 2021.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v17i38.44869

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Revista Contemporânea de Educação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

    


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.