Atuação do terapeuta ocupacional em uma unidade neonatal do Recife/ Occupational Therapist’s Action in a Neonatal Unit of Recife

Sandra Yoshie Uraga Morimoto, Débora Danielle Andrade dos Santos, Valéria Moura Moreira Leite

Resumo


Tendo em vista a importância do terapeuta ocupacional como profissional componente na unidade neonatal, buscou-se relatar de que forma o mesmo atua junto aos recém-nascidos prematuros e de baixo peso em um hospital universitário do Recife. O terapeuta ocupacional atua nos três contextos que constituem a unidade neonatal, sendo responsável pelos cuidados ligados ao desenvolvimento do bebê, a humanização do ambiente e orientações aos pais e profissionais. Assim, através dessa experiência percebeu-se de que forma este profissional atua, no que tange sua participação na equipe multidisciplinar, bem como sua importância na assistência humanizada a esses bebês e suas famílias.

 

Abstract: Bearing in mind the importance of the occupational therapist in the neonatal unit, this paper seeks to report how that professional performs with low-birth- weight premature babies in a University Hospital in Recife. The occupational therapist is responsible for health care related to the baby's development, for the humanization of the hospital environment and for orienting parents and other professionals. It was possible to realize, through this experience, how the occupational therapist performs when it comes to taking part in a multidisciplinary team, as well as this professional's importance is assisting babies and their families in a humanized way.

Key words: Occupational Therapy; Infant, Premature; Kangaroo-Mother Care Method


Resumen: Devido la importancia del terapeuta ocupacional como profesional componente en la unidad neonatal, se buscó relatar de qué forma actúa junto a los recién nacidos prematuros y de bajo peso en un hospital universitario del Recife. El terapeuta ocupacional actúa en los tres contextos que constituyen la unidad, siendo responsable por los cuidados ligados al desarrollo del bebé, la humanización ambiental y orientaciones a las familias y profesionales. Através de esa experiencia se percibió de qué forma este profesional actúa, dentro de um equipo multidisciplinario, así como su importancia en la asistencia humanizada a esos bebés y sus familias.

Palabras claves: Terapia Ocupacional; Recien Nacido Prematuro; Método Madre-Canguro


Palavras-chave


Terapia Ocupacional; Recém-Nascido Prematuro; Método Canguru

Texto completo:

PDF

Referências


Tamez, RN. Intervenções no cuidado neuropsicomotor do prematuro: UTI Neonatal. Rio de Janeiro:Guanabara Koogan, 2009.

Zomignani AP, Zambelli HJL, Antônio MARGM. Desenvolvimento cerebral em recém-nascidos prematuros. Revista Paulista de Pediatria, 2009, 27(2):198-203.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção a Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Atenção humanizada ao recém nascido de baixo peso: Método Canguru/ Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção a Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. 2. ed. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2011.

Trombetta AP, Ramos FRS. Características da atuação da equipe de saúde na reabilitação física. Revista Eletrônica Estácio Saúde. 2016; 5(2):53-66.

Costa R, Borck KM, Custódio Z, Barcelos M. Interdisciplinaridade na atenção humanizada ao recém-nascido de baixo peso em um centro de referência nacional do método canguru. Holos, 2015, 3(31):404-14.

Buffone FRRC, Eickmann SH, Carvalho LM. Processamento sensorial e desenvolvimento cognitivo de lactentes nascidos pré-termo e a termo/Sensory processing and cognitive development of preterm and full term infants. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, 2016, 24(4):695-703.

Cabral, TI. Comparação do processamento sensorial e desenvolvimento motor entre lactentes pré-termo e a termo. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos: UFSCar, 2012. 68f.

Gaspardo CM, Martinez FE, Linhares MBM. Cuidado ao desenvolvimento: intervenções de proteção ao desenvolvimento inicial de recém-nascidos pré-termo. Revista Paulista de Pediatria, 2010, 28(1):77-85.




DOI: https://doi.org/10.47222/2526-3544.rbto27972

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO



Indexado em:

   

           

   Resultado de imagem para REDIB