Aquisição do plural irregular no Português Brasileiro: uma abordagem baseada em exemplares

Daniela Mara Lima Oliveira Guimarães, Thais Cristófaro Silva, Christina Abreu Gomes

Resumo


Este artigo apresenta resultados de estudo sobre a aquisição do plural irregular no português brasileiro, especificamente, substantivos terminados em ão e substantivos terminados em ditongo oral decrescente, como em chapéu e lençol. Os dados foram coletados transversalmente, em grupos de participantes de 3 a 12 anos, em escolas públicas e privadas de Belo Horizonte, e analisados sob a perspectiva teórica da Teoria de Exemplares. Os resultados indicaram a relevância de fatores estruturais atrelados aos fatores de uso e relativos à frequência de padrões específicos. Apontaram também a importância da idade, associada ao tipo de escola, no uso do plural.


Palavras-chave


aquisição do plural, Teoria de Exemplares, frequência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2020.v16nEsp.a21500

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: