Guajá - Kamixatuhujaxa’amỹ jawajaxa’amỹ hajkaminũ ta xi haraka - O finado dono do jabuti queria transar com o finado dono do jaguar

Flávia de Freitas Berto, Guilherme Ramos Cardoso, Hajkaramykỹ a Awa Guajá, Ytatxĩ Guajá, Manatxika Guajá, Tatuxa’a Awa Guajá

Resumo


A narrativa foi registrada em 2016 na aldeia Awa, Terra Indígena Caru (Maranhão), e é contada por Hajkaramykỹa Awa Guajá. Trata-se de um dos episódios do mito que tem como personagem principal Kamixatuhujaxa’amỹna, o dono do jabuti, e se passa em um tempo em que os animais eram “gente” e os jabutis podiam correr. Nesse mito, o jabuti e o jaguar se encontram, e o jaguar acaba enganado e morto. No episódio transcrito, o jaguar morre após ter uma relação sexual com o jabuti. Esta é uma narrativa cômica e é um exemplo de arte verbal dos Awa Guajá.

 

---

DOI: http://dx.doi.org/10.31513/linguistica.2018.v15n1a25565


Palavras-chave


Guajá; Tupi-Guarani; Mito; Arte verbal narrativa

Texto completo:

PDF (Português & English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: