Wa’ikhana - Wehsepʉ buude wehẽgʉ ehsamii emo sañodukugʉ tʉ’osuaʉ - Fui à roça caçar a cutia. Ouvindo o grito do macaco guariba no mato, fui atrás

Kristine Stenzel, Bruna Cezario, Tomás Nogueira, Dionísio Nogueira, Edgar Cardoso

Resumo


Esta narrativa relata uma experiência pessoal de um falante de wa’ikhana (ou piratapuyo, família tukano oriental), língua ainda pouco descrita e altamente ameaçada. Os Wa’ikhana vivem no noroeste amazônico, em comunidades da TI Alto Rio Negro (Brasil) e no Departamento de Vaupés (Colômbia). A narrativa relata de forma bem-humorada um episódio na vida do narrador, Tomás Nogueira, sobre um dia de caçaria que não deu certo. Além da análise interlinear completa da narrativa, oferecemos informações sobre do povo wa’ikhana e um perfi l tipológico da língua, destacando características estruturais salientes que se apresentam ao longo da narrativa.

 

---

DOI: http://dx.doi.org/10.31513/linguistica.2018.v15n1a25576


Palavras-chave


wa’ikhana, piratapuyo, línguas tukano oriental, narrativa oral

Texto completo:

PDF (Português & English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: