A aquisição das apontações pronominais pessoais em língua brasileira de sinais – Libras

Marcos Grutzmacher, Adeilson Pinheiro Sedrins, Telma Moreira Vianna Magalhães

Resumo


Este é um estudo de caso, situado no campo dos estudos inatistas chomskyanos, que se propõe a realizar uma descrição do processo de aquisição das apontações pronominais pessoais em língua brasileira de sinais. Para tanto, situamos nossos resultados em paralelo aos de Hatzopoulou (2008) para língua grega de sinais, Petitto (1987) para a língua americana de sinais (ASL) e Magalhães (2006) para os pronomes em português, no que tange aos estágios apresentados no período de aquisição por essas línguas. Os dados analisados foram provenientes de produção espontânea de uma criança surda, filha de pais surdos, coletados longitudinalmente do período de um ano e sete meses a três anos e três meses de idade. Os dados foram transcritos e analisados por meio do software ELAN 5.1. Selecionamos para análise as apontações pronominais pessoais realizadas em posição argumental na sentença. Nossos resultados sugerem uma antecipação do início das produções pronominais pessoais em língua de sinais em relação ao português.


Palavras-chave


Libras, apontação, aquisição, pronomes, língua de sinais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31513/linguistica.2020.v16n3a36267

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: