A CRÍTICA DE NIETZSCHE AO IDEAL ALEMÃO DE BILDUNG

Alexandre Alves

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar a mudança semântica do ideal alemão de Bildung na época de Nietzsche e a reinterpretação que o filósofo propõe do conceito. Bildung é um dos conceitos fundamentais da modernidade na Alemanha e, em sua formulação clássica designava um imperativo moral de auto-aperfeiçoamento do indivíduo e a humanidade como ideal normativo. Nietzsche criticou a degradação desse ideal em mera cultura geral e o filistinismo cultural de sua época. Em seu lugar, Nietzsche propõe uma tipologia das culturas. Ele reinterpreta o conceito de cultura como unidade de estilo e a ideia de cultivo da individualidade como novo imperativo do indivíduo que se desvencilhou da moral tradicional.

Palavras-chave


Cultura, Civilização, Individualidade, Semântica histórica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Alexandre Alves