Górgias e Eurípides, em torno de Helena e do trágico

Luís Felipe Bellintani Ribeiro

Resumo


Resumo: A partir da observação da personagem Helena em Górgias (Elogio de Helena) e Eurípides (Helena, As Troianas) é possível voltar à categoria do “trágico” e a pensá-la nos quadros da sofística, última figura do pensamento pré-socrático. Górgias confessa ao leitor que seu Elogio é um paígnion, um brinquedo, um jogo. E que ele rebate a um discurso difundido, falso e injusto, que condena Helena como adúltera. Também em Eurípides vemos um jogo antilógico. Se nas Troianas Menelau e Hécuba não deixam Helena desculpar sua parte de inteligência (noûs) pela evocação de todo seu fatídico, em Helena, Eurípides faz com que Helena nem vá a Troia, num estratagema de Hera, que envia uma imagem em seu lugar, de modo que ela permanece completamente inocente de adultério.

 


Palavras-chave


Górgias; Eurípides; Helena; sofística; tragédia

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTOTELIS Ars Rhetorica. Recognovit brevique adnotatione critica instruxit: W. D. Ross. Oxford: Oxonii e Typographeo Clarendoniano, 1982.

DIELS-KRANZ Die Fragmente der Vorsokratiker. Zürich: Weidemannsche Verlagsbuchhandlung, 2004. 3 v.

EURIPIDE Hélène. Texte établi et traduit par Henri Grégoire. Paris: Les Belles Lettres, 2002.

Les Troyennes. Texte établi et traduit par Henri Grégoire et Léon Parmentier. Paris: Les Belles Lettres, 1925.

GERNET, L. Recherches sur le développement de la pensée juridique et morale en Grèce, Paris: Leroux, 1917.

GRUBE, G. M. A. The Drama of Euripides. London: Methuen, 1941.

KITTO, H. D. F. Greek Tragedy: A Literary Study. London: Methuen, 1950.

PIPPIN, A. N. Euripides' Helen: A Comedy of Ideas. In: Classical Philology, v. 55, n. 3, p. 151-163, 1960.

SAETTA-COTTONE, R. Ritmo, Parola, Immagine. Il teatro classico e la sua tradizione. In: La Biblioteca de Dionysus ex machina. A cura di Angela Maria Andrisano, 2011.

SAÃD, S. La faute tragique. Paris: Maspero, 1978.

SEIDENSTICKER, B. Comic Elements in Euripides' Bacchae, In: AJPh, XCIX 303-20, 1978.

Palintonos Harmonia, G¶ttingen, 1982.

UNTERSTEINER, M. Sofisti, testimonianze e frammenti. Firenze: La Nouva Itália, 1949-1962.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Anais de Filosofia Clássica

Creative Commons License esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.