A Paleografia em prática no Arquivo Nacional: a leitura da escrita antiga na contemporaneidade

Carolina de Oliveira

Resumo


Dentre suas atividades destinadas à gestão, à preservação e ao acesso dos documentos arquivísticos do Poder Executivo Federal, o Arquivo Nacional (AN) também oferece ao cidadão brasileiro o serviço de emissão de certidões, atendendo aos seus usuários nas demandas por documentos comprobatórios para garantia de direitos civis como a posse de um imóvel, um registro de matrimônio ou o registro de chegada ao Brasil de algum ascendente familiar. Dos séculos XIX e XX, a leitura e as transcrições paleográficas desses documentos permanentes demandam experiência e prática constante em busca de melhorias desse serviço prestado ao cidadão brasileiro. Projetos de digitalização do acervo contribuem para essa atividade, assim como para a preservação dos originais e ampliação do acesso à informação.


Palavras-chave


Arquivo Nacional. Paleografia. Certidão. Transcrição. Usuário de serviços públicos

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Elias Alves de. Aspectos paleográficos em manuscritos dos séculos XVIII e XIX. Filologia e Linguística Portuguesa, n. 10-11, p. 149-172, 2 jun. 2009. Disponível em: http://www.periodicos.usp.br/flp/article/view/59820. Acesso em: 14 jul. 2019.

ARQUIVO NACIONAL. Institucional: Histórico. Disponível em: http://arquivonacional.gov.br/br/institucional.html. Acesso em: 16 jul. 2019.

BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Como Fazer Análise Diplomática e Análise Tipológica de Documento de Arquivo. São Paulo: Arquivo do Estado, Imprensa Oficial, 2002, p. 57. Projeto Como Fazer, 8. Disponível em: http://www.arqsp.org.br/arquivos/oficinas_colecao_como_fazer/cf8.pdf. Acesso em: 19 jun. 2019.

BERWANGER, Ana Regina; LEAL, João Eurípedes Franklin. Noções de Paleografia e de Diplomática. 3. ed. rev. e ampl. Santa Maria: Ed. da UFSM, 2008.

BORGES, Leonor Calvão; SILVA, Ana Margarida Dias da. Transcrições em linha: elearning de Paleografia em arquivos europeus. Revista Portuguesa de História, nº 49, 2018. Disponível em: https://digitalis.uc.pt/pt-pt/artigo/transcriC3%A7%C3%B5es_em_linha_eE2%80%91learning_de_paleografia_em_arquivos_europeus. Acesso em: 21 jun. 2019.

DUCHEIN, Michel. Passado, presente e futuro do Arquivo Nacional do Brasil. Acervo: Revista do Arquivo Nacional, v. 3, n. 2, p. 91-97, jul-dez, 1988. Disponível em: http://www.arquivonacional.gov.br/media/v.3,n.2,jun-dez,1988.pdf. Acesso em: 18 jun. 2019.

CASTILLO GÓMEZ, Antonio; SÁEZ, Carlos. Paleografia versus Alfabetização. Reflexões sobre História Social da Cultura Escrita. Tradução de Leonardo Lennertz Marcotulio e Adriana Angelita da Conceição. LaborHistórico, [S.l.], v. 2, n. 1, p. 164-187, ago. 2016. ISSN 2359-6910. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/lh/article/view/4815. Acesso em: 17 jul. 2019. DOI: https://doi.org/10.24206/lh.v2i1.4815.

LOSE, Alícia Duhá; TELLES, Célia Marques. Qual edição e o que editar. Revista a Cor das Letras, v. 18, n. 2, 2017. p. 271-293. ISSN 2594-9675. Disponível em: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v18i2.1863. Acesso em: 16 de jul. 2019.

MYERSON, Daniel. O linguista e o imperador: Champollion, Napoleão e o mistério da pedra de Roseta. Tradução: Domingos Demasi. Rio de Janeiro: Ediouro, 2005.

SPINA, Segismundo. Introdução à edótica: crítica textual. São Paulo, Cultrix, Ed. da Universidade de São Paulo, 1977.




DOI: https://doi.org/10.24206/lh.v5i2.26450

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 LaborHistórico

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

LaborHistórico | ISSN 2359-6910

A Revista LaborHistórico da Universidade Federal do Rio de Janeiro está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.