Filologia Germânica e formação de professores: algumas reflexões

Álvaro Alfredo Bragança Júnior

Resumo


O presente artigo apresenta, de forma sucinta, a importância do estabelecimento e da solidificação da Filologia Germânica nos curricula universitários dos cursos de Graduação ligados à área de Língua e Literaturas de Língua Alemã como ciência inter e transdisciplinar, propiciadora de análises mais abrangentes sobre a cultura expressa em língua alemã nos textos literários da Baixa e Alta Idade Média. A partir de um sucinto quadro panorâmico acerca dos estudos acadêmicos no Brasil relacionados com a Filologia Germânica enquanto ciência da linguagem e centrando nossa atenção à produção literária em alemão no Alto e Baixo Medievos, assim como, a partir de algumas reflexões e experiências didáticas empreendidas até agora, procurar-se-á demonstrar a relevância e pertinência de uma abordagem centrada nos estudos filológicos e culturais para a viabilização de práticas interdisciplinares, em que os textos literários possam servir de testemunho e documento da época estudada.


Palavras-chave


Filologia Germânica. Estudos Interdisciplinares. Medievística Germanística. Literatura Medieval. Alemão Medieval

Texto completo:

PDF

Referências


ALTHOFF, Gerd. Spielregeln der Politik im Mittelalter. Darmstadt: Wissenschaftliche Buchgesellschaft, 1997.

AUERBACH, Erich. Introdução aos estudos literários. Tradução de José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix, 1972.

BACHMANN-MEDICK, Doris. (Hrsg.) Kultur als Text – die antropologische Wende in der Literaturwissenschaft. Frankfurt am Main: Fischer, 1996.

BRAGANÇA JÚNIOR, Á. A. Filologia e Medievística germânicas - considerações metodológico-práticas. In: Anais da I Semana de Filologia na USP. São Paulo: Serviço de Divulgação e Informação, FFLCH, 2006. v. 1. p. 11-27.

BRAGANÇA JÚNIOR, Álvaro Alfredo. O Estudo da Literatura Medieval em Alemão no Brasil à luz da Medievística Germanística – Algumas Palavras. In: TELLES, Célia Marques (Org.). V Encontro Internacional de estudos medievais – Anais. Salvador: Quarteto, 2005, p. 258-268.

BRAGANÇA JÚNIOR, Álvaro Alfredo. Poesia histórica e/ou realidade literária? – Walther von der Vogelweide e a “Alemanha” nos séculos XII e XIII: uma abordagem culturalista. In: SILVA, Leila Rodrigues da; SILVA, Andréia Cristina Lopes Frazão da (Org.). Atas da IV Semana de Estudos Medievais. Rio de/ Janeiro: UFRJ, Programa de Estudos Medievais, 2001, p 1-14.

BRAGANÇA JÚNIOR, Álvaro Alfredo; ROCHA, Roberto Ferreira da. “Notas para responder à pergunta: O que é filologia germânica?” In: SILVA, Idalina Azevedo (Org.). Boletim Inter-cultural APA-Rio. Rio de Janeiro: APA-Rio, 1996. nº 11. p. 4-5

BRANDT, Rüdiger. Grundkurs germanistische Mediävistik/Literaturwissenschaft. München: Fink, 1999.

BUMKE, Joachim. Höfische Kultur – Literatur und Geselsschaften im hohen Mittelalter. 9. Auflage. München: DTV, 1999.

BUNSE, Heinrich A.W.. Iniciação à filologia germânica. Porto Alegre: Editora da Universidade, UFRGS, 1983.

EGGERS, Hans. Deutsche Sprachgeschichte I – das Althochdeusche. München: Rowohlt, 1970.

KOCH, Hans Jürgen. Die deutsche Literatur in Text und Darstellung - Mittelalter I. Stutgart: Philipp Reclam jun., 1976. Band 1.

MCCRUM, Robert et alii. The story of English: a new and revised edition. London: Faber & Faber, 1992.

MÜLLER, Ulrich; WEISS, Gerlinde. Deutsche Gedichte des Mittelalters. Stuttgart:Philipp Reclam jun., 1993.

POLENZ, Peter von. História da língua alemã. Tradução de Jaime Ferreira da Silva e António Almeida. 7. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1973.

ROSENTHAL, Erwin Theodor. A língua alemã. São Paulo: Herder, 1963.

SKEAT, Walter. Concise etymological dictionary of the english language. Oxford: At the Clarendon Press, 1956.

TURNHER, Eugen. Herr Walther von der Vogelweide. Graz; Wien: Stiasny Verlag, 1959.

WENZEL, Horst. Frauendienst und Gottesdienst. Berlin: Erich Schmidt Verlag, 1974.

WOLKENSTEIN, Oswald von. Das poetische Werk. Tradução de Wernfried Hofmeister. Berlin: New York: Walter de Gruyter, 2011.




DOI: https://doi.org/10.24206/lh.v5i2.26580

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 LaborHistórico

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

LaborHistórico | ISSN 2359-6910

A Revista LaborHistórico da Universidade Federal do Rio de Janeiro está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.