A importância de uma história das gramáticas portuguesas no Brasil Colônia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24206/lh.v9i2.55308

Resumo

O objetivo desde estudo é discutir a relevância de compreender a história das gramáticas portuguesas no Brasil Colônia, a fim de ampliar os conhecimentos a respeito da dinâmica (multi)linguística do Brasil Colônia e, consequentemente, da formação do português brasileiro (PB). A partir das pautas de pesquisa propostas por Mattos e Silva (2008) para o estudo da formação da vertente prestigiada do PB, argumenta-se que a história das gramáticas portuguesas no período colonial brasileiro deve ser feito em paralelo à história das gramáticas portuguesas em Portugal, assumindo que os resultados dessa pesquisa tendem a contribuir para a história tanto do português europeu moderno (PE) quanto do PB. Para a construção da argumentação dessa proposta, são apresentados alguns fatores sócio-históricos (a koinezação portuguesa, o contato linguístico e a participação da língua portuguesa nos processos sociolinguísticos ocorridos no Brasil Colônia), linguísticos (a não linearidade das gramáticas portuguesas durante a colonização) e filológicos (a necessidade de levar em consideração a historicidade dos textos escritos). Por fim, são apresentadas algumas especificidades necessárias à constituição de corpora que leve em consideração essa sugestão de pesquisa e duas perguntas que podem ser feitas para direcionar a análise de dados linguísticos, relacionadas a entender qual a base gramatical portuguesa da vertente prestigiada do PB e a como ocorreu a dinâmica linguística do português no período colonial brasileiro.

Downloads

Publicado

2023-12-22

Edição

Seção

Artigo - Dossiê "Diálogos entre a sócio-história do português e a história social da cultura escrita"