O caso do ditado das quatro palavras e uma frase na alfabetização

Patrícia Camini

Resumo


O artigo apresenta uma leitura possível para as origens do uso do ditado das quatro palavras e uma frase na alfabetização, o qual se efetiva por meio da classificação das escritas em níveis descritos por Emília Ferreiro e Ana Teberosky na obra Psicogênese da língua escrita. A partir de pesquisa de caráter bibliográfico e documental, argumenta-se que o ditado produz uma visibilidade que, organizada em certa cronologia, é significada em um discurso que faz aparecer a evolução das escritas infantis até o estágio alfabético. Por fim, entende-se que emergiu uma nova configuração de práticas para alfabetizar crianças em níveis heterogêneos de escrita em uma mesma turma - e não mais em turmas diferentes para cada nível de maturidade, como promoviam os Testes ABC, de Lourenço Filho.


Palavras-chave


Alfabetização; Níveis de escrita; Ditado.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE JÚNIOR, D. M. História: a arte de inventar o passado. Bauru: Edusc, 2007.

FERREIRO, E.; GOMEZ PALACIO, M. et al. Analisis de lasperturbacionesenelproceso de aprendizaje escolar de lalectura y la escritura. México, DF: Dirección General de Educación Especial, 1982.Fascículo 2.

FERREIRO, E.; TEBEROSKY, A. Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artmed, 1985.

FERREIRO, E. (Org.). Os filhos do analfabetismo: propostas para a alfabetização escolar na América Latina. Porto Alegre: Artes Médicas, 1991.

FERREIRO, E. Alfabetização de crianças e fracasso escolar: problemas teóricos e exigências sociais. In: ______. Com todas as letras. São Paulo: Cortez, 1993. p. 55-76.

GEEMPA. Alfabetização em classes populares. Porto Alegre: Kuarup, 1986.

LAGÔA, A. Dez anos de construtivismo no Brasil. Revista Nova Escola, São Paulo, v. 6, n. 48, p. 10-18, 1991.

LOURENÇO FILHO, M. B. Testes ABC: para verificação da maturidade necessária à aprendizagem da leitura e escrita. São Paulo: Melhoramentos, 1952.

MARZOLA, N. Vanguardas pedagógicas: um projeto interinstitucional de formação de professores. In: GROSSI, E. (Org.). Vanguardas pedagógicas: lições de um processo. Erechim: Edelbra, 1992. p.50-51.

MELLO, M. C. O. Emília Ferreiro e a alfabetização no Brasil: um estudo sobre a psicogênese da língua escrita. São Paulo: Ed. da UNESP, 2007.

MICOTTI, M. C. O. Piaget e o processo de alfabetização. São Paulo: Pioneira, 1980.

MOLL, J. Alfabetização possível: reinventando o ensinar e o aprender. Porto Alegre: Mediação, 1996.

MONARCHA, C. Testes ABC: origem e desenvolvimento. Boletim Academia Paulista de Psicologia, v. 1-8, p. 7-17, 2008.

MORTATTI, M. R. L. História dos métodos de alfabetização no Brasil. In: Seminário Alfabetização e Letramento em Debate. Brasília, DF: MEC, 2006. Trabalho apresentado.

PIAGET, J. Development and learning. Journal of Research in Science Teaching, v. 11, n. 3, p. 176-186, 1964.

PIAGET, J. Educação e instrução desde 1935. In: ______. Psicologia e pedagogia: a resposta grande psicólogo aos problemas do ensino. 10. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2013a. p. 1-121.

PIAGET, J. Os novos métodos, suas bases psicológicas. In: ______. Psicologia e pedagogia: a resposta do grande psicólogo aos problemas do ensino. 10. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2013b. p. 123-163.

PIAGET, J.; SZEMINSKA, A. A gênese do número na criança. Rio de Janeiro: Zahar, 1971.

ROSE, N. Psicologia como uma ciência social. Psicologia & Sociedade,v. 20, n. 2, p. 155-164, 2008.

SEFFRIN, L. M. Diário de bordo: ações e princípios básicos. In: GROSSI, E. (Org.). Vanguardas pedagógicas: lições de um processo. Erechim: Edelbra, 1992. p.11-22.

TRINDADE, I. M. F. Identidades alfabetizandas: histórias não tão pessoais assim. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2010.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v13i26.14975

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Contemporânea de Educação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.