OS PROFESSORES E O CINEMA NA COMPANHIA DE BERGALA

Ana Lúcia Azevedo Ramos, Inês Assunção de Castro Teixeira

Resumo


O texto apresenta e discute as principais contribuições do livro “A hipótese-cinema” para a prática educativa dos professores que desejam trabalhar com cinema na escola, e faz também uma reflexão sobre a relevância do pensamento de Alain Bergala para os professores brasileiros, considerando os grandes desafios que se colocam no processo de construção de propostas no âmbito escolar para a formação de espectadores mais exigentes em suas práticas culturais relativas ao cinema.

Palavras-chave


Cinema. Escola. Professores.

Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, Miguel G. Oficio de mestre: imagens e auto-imagens. 6.ª ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

BENJAMIN, Walter. A Obra de Arte na era de sua reprodutibilidade técnica. In: BENJAMIN, Walter. Obras Escolhidas. vol. 1. São Paulo: Brasiliense, 1994.

BERGALA Alain. A hipótese-cinema: pequeno tratado de transmissão do cinema dentro e fora da escola. Rio de Janeiro: Booklink; CINEAD-LISE-FE/UFRJ, 2008

FANFANI, Emilio Tenti. La escuala y la cuestión social: ensayos de sociologia de la educación. Buenos Aires: Siglo Veintiuno Editores, 2007.

GATTI, Bernadete Angelina & BARRETO, Elba Siqueira de Sá (coords.). Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília, 2009.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v5i10.1612

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.